segunda-feira, 15 de maio de 2017

FELÍCIO CUNHA E A FERROVIÁRIA




2010
   
Foi o primeiro Campeonato Paulista que a Ferroviária disputou na Arena Fonte Luminosa. Estádio remodelado, bonito, ideal para a prática do futebol porque também o gramado passou por substituição.
    
Só que a Ferroviária não conseguiu firmar-se no campeonato. Nos 10 primeiros jogos, perdeu metade, empatou uma vez e ganhou quatro.
   
Então... a diretoria do clube resolveu trocar o técnico. Saiu João Martins, depois de uma série de 31 jogos, para dar lugar a Felício Cunha.


Apelido: Felício Cunha
    
Nome completo: Felício Aparecido da Cunha
   
Nascimento: 2 de janeiro de 1963
   
Cidade natal: Caconde (SP) 

O novo técnico teve uma estreia com resultado brilhante: na Arena, 4 a 0 contra o Penapolense, que vinha bem no certame. Não só o placar elevado, mas o desempenho dos grenás também deixou os torcedores entusiasmados. 
   
O time ganhou moral. Foi a Barueri e empatou com o Sport Barueri, 1 a 1. E depois teve uma sequência de três vitórias: 1 a 0 contra o Itapirense, na Fonte, 5 a 1 contra o Bandeirante, em Birigui, e 1 a 0 contra o XV de Piracicaba, na Fonte.
  
Seguiu sem perder em Olímpia (3 a 3), em casa contra o Batatais (1 a 0) e novo sucesso em Araçatuba com um sonoro 5 a 3 contra o Atlético Sorocaba. 
  
Aí, então, aconteceria a primeira derrota, para o Palmeiras B, na Fonte Luminosa: 1 a 2. Mas o revés não abalou o time de Felício Cunha, que enfileirou três importantíssimas vitórias: a primeira, uma impiedosa goleada sobre o XV de Jaú, no “Zezinho Magalhães”: 5 a 2.
   
Em seguida, dois jogos dificílimos, na Fonte Luminosa, contra alvinegros, tradicionais rivais afeanos: XV de Piracicaba e Comercial. 
   
Com presença de grandes públicos, empurrada pela galera e bem orientada, a Ferroviária conseguiu duas vitórias de valor essencial, pela mesma contagem: 2 a 1.
  
No jogo de volta, em Ribeirão Preto, contra o Leão, aconteceu uma derrota por 2 a 1, mas a Locomotiva seguiu confiante.
   
Veio o jogo de Piracicaba. Confronto direto entre dois postulantes ao acesso. E a Locomotiva sustentou o empate (1 a 1), garantindo o seu acesso à série A2.
    
Depois, em jogo de festa na Fonte Luminosa, outra exibição de gala e 3 a 0 sobre o Galo da Comarca.
   
Na decisão do título da A3, prevaleceu a maior força do Red Bull Brasil, que fez 3 a 0 em Araraquara e 3 a 2 em Campinas. 
   
Mas a Ferroviária de Felício Cunha subiu. O técnico, que passou confiança aos atletas, conseguiu, em 17 jogos, 10 vitórias e 3 empates, perdendo 4 jogos.

2011
   
No ano seguinte, voltou a acontecer de a Ferroviária trazer Felício Cunha em meio ao Campeonato Paulista, novamente para substituir João Martins, que vinha de nova série de partidas (23) no comando do time.
    
Após os seis primeiros jogos, nos quais a equipe obteve duas vitórias, dois empates e duas derrotas, a Ferroviária resolveu convocar mais uma vez o treinador Felício Cunha, coincidindo com a vontade dos torcedores. 
   
Só que desta feita o desempenho dos grenás, sob sua orientação, não foi o mesmo. A Locomotiva não caiu, mas também não conseguiu tornar real o seu sonho maior: voltar à série A1.
   
Em 12 jogos, Felício Cunha somou 4 vitórias, 3 empates e 5 derrotas. Despediu-se da Ferroviária em 27 de março de 2011, com uma goleada aparatosa, em Sertãozinho: 5 a 0.

CONCLUSÃO
   
Não foi com Felício Cunha que a Ferroviária voltou à elite do futebol paulista, mas foi com ele que a Ferroviária subiu da A3 para a A2, em 2010, e permaneceu na A2, em 2011. 
   
Portanto, sua participação na história grená, rumo à volta, foi importante. Com ele, a Locomotiva deixou a terceira divisão e nunca mais voltou, lutando bravamente nos cinco anos subsequentes até conseguir, em 2015, o seu glorioso retorno à série A1.
   
“Ferroviária em Campo” cumprimenta e felicita o treinador Felício Cunha, um profissional competente.



Fonte:
Acervo de “Ferroviária em Campo”
Fotos: Que Fim Levou?; André de Souza; Internet.

Pesquisa, elaboração e edição:
Vicente Henrique Baroffaldi e Paulo Luís Micali 

Nenhum comentário:

Postar um comentário