sexta-feira, 14 de abril de 2017

FERROVIÁRIA NA FONTE ANO XVIII – 1968


(ANO DO BI DO INTERIOR, DO 3º LUGAR NO PAULISTÃO E DE TÉIA ARTILHEIRO PRINCIPAL DO CAMPEONATO COM 20 GOLS... ALÉM DA TERCEIRA EXCURSÃO VITORIOSA AO EXTERIOR)

Peixinho, Maritaca, Rui Júlio, Fogueira e Dorival Junior (mascote)

A Fonte Luminosa recebeu grandes jogos em 1968, um dos melhores da história da Ferroviária. Além da visita do Napoli, da Itália, presenças do Internacional de Porto Alegre, São Paulo (duas vezes), Palmeiras (duas vezes), Santos, Corinthians e Portuguesa de Desportos.
O São Paulo foi o primeiro a se apresentar, na festa de entrega de faixas aos campeões do Interior de 1967. Na ocasião, a bela, simpática e charmosa Jacqueline Mirna foi a convidada de honra, encantando a todos e sendo homenageada dando o pontapé inicial da partida. E a AFE ganhou o jogo.
Após o Campeonato Paulista, quando o time grená desenvolveu uma campanha notável, terminando o certame em terceiro lugar e dando o artilheiro principal, Téia, com 20 gols, mais um espetáculo comemorativo: a Ferroviária recebia o Napoli, da Itália, e graças a uma exibição primorosa goleava os peninsulares por 4 a 0. Zé Luiz foi o destaque maior do jogo, entrando no segundo tempo e marcando três gols. Os italianos fizeram a entrega de faixas aos bicampeões do Interior, pois a AFE voltou a ser a melhor do hinterland em 1968, bisando o feito de 1967.
Depois, teríamos ainda a presença dos grandes Internacional de Porto Alegre e Palmeiras, em amistosos  que antecederam a viagem da Locomotiva ao exterior, a terceira de sua história, também revestida de sucesso ao jogar em países das Américas. 
Enfim, não só na Fonte Luminosa, como em todos os lugares onde se exibiu, a Ferroviária teve em 1968 um ano glorioso, foi muito aplaudida e encheu sua torcida de felicidade. 
Não é demais repetir: foi um ano fantástico do time, obtendo expressivas vitórias contra clubes de renome, sagrando-se bi do Interior e terminando o Paulistão em 3º lugar, deixando Palmeiras, São Paulo e Portuguesa para trás, além de todos os demais times interioranos. Mais ainda: dando o artilheiro Nº 1 do Campeonato Paulista, Téia, autor de 20 gols. Na Fonte Luminosa, Téia também foi o principal goleador, com 13 tentos.
Fato a se destacar: Num mesmo ano, nos dias 21 de janeiro e 9 de junho, a Fonte Luminosa foi palco de duas festas afeanas para comemoração dos títulos de Campeã e Bicampeã do Interior, em 1967 e 1968, respectivamente. Não é pouco!

Ferroviária 4 x 0 Napoli, em 1968, em Araraquara. A foto, histórica, reúne os 22 jogadores.

OS 17 JOGOS DA FERROVIÁRIA NA FONTE, EM 1968
    
(Nº de ordem – Jogo – Data – Competição – Autor dos gols da Ferroviária)
1 – Ferroviária 3 x 2 São Paulo – 21.01.1968 – Amistoso – Bazani, Maritaca e Téia 
2 – Ferroviária 2 x 0 Portuguesa Santista – 28.01.1968 – Campeonato Paulista – Téia e Bebeto 
3 – Ferroviária 2 x 2 Botafogo – 11.02.1968 – Campeonato Paulista – Bebeto e Baiano (pênalti) 
4 – Ferroviária 0 x 0 Corinthians – 18.02.1968 – Campeonato Paulista 
5 – Ferroviária 1 x 4 Santos – 03.03.1968 – Campeonato Paulista – Téia 
6 – Ferroviária 1 x 2 São Bento – 17.03.1968 – Campeonato Paulista – Ruy Júlio 
7 – Ferroviária 1 x 2 XV de Piracicaba – 20.03.1968 – Campeonato Paulista – Téia 
8 – Ferroviária 2 x 0 Juventus – 03.04.1968 – Campeonato Paulista – Téia (2) 
9 – Ferroviária 2 x 0 Guarani – 05.05.1968 – Campeonato Paulista – Zé Luiz e Téia 
10 – Ferroviária 3 x 0 Comercial – 08.05.1968 – Campeonato Paulista – Téia e Zé Luiz (2) 
11 – Ferroviária 3 x 1 São Paulo – 19.05.1968 – Campeonato Paulista – Téia, Pio e Bazani 
12 – Ferroviária 2 x 1 Portuguesa de Desportos – 26.05.1968 – Campeonato Paulista – Bebeto e Téia 
13 – Ferroviária 3 x 0 Palmeiras – 29.05.1968 – Campeonato Paulista – Téia (2) e Zé Luiz 
14 – Ferroviária 2 x 1 América – 05.06.1968 – Campeonato Paulista – Téia e Bazani 
15 – Ferroviária 4 x 0 Napoli (Itália) – 09.06.1968 – Amistoso Internacional – Bebeto e Zé Luiz (3) 
16 – Ferroviária 2 x 2 Internacional (RS) – 14.07.1968 – Amistoso Interestadual – Bazani e Bebeto 
17 – Ferroviária 2 x 6 Palmeiras – 14.09.1968 – Amistoso Estadual – Ruy Júlio e Peixinho 



TÉIA, O DESTACADO ARTILHEIRO DA FONTE LUMINOSA EM 1968
    
1º - Téia, 13 gols 

2º - Zé Luiz, 7 

3º - Bebeto, 5 

4º - Bazani, 4 

5º - Ruy Júlio, 2 

6º - Maritaca, Peixinho, Pio e Baiano (lateral), 1 

RESUMO DA FERROVIÁRIA NA FONTE EM 1968 
   


AFE x Santos - 03/03/1968; Rui Julio e Pelé

JOGARAM NA FERROVIÁRIA EM 1968 
   
Machado, Carlos Alberto, Baiano, Fernando, Beluomini, Antenor, Rossi, Fogueira, Zé Carlos, Bebeto, Paina, Bazani, Teodoro, Peixinho, Valdir, Amaral, Maritaca, Zé Luiz, Ruy Júlio, Leocádio, Téia, Paulo Bim, Ismael, Rodrigues, Almeida, Pio, Nei 

Bebeto e Téia

Fonte de consulta:
Acervo de “Ferroviária em Campo”
Fotos: Museu da AFE; Internet.

Pesquisa, elaboração e edição: Vicente Henrique Baroffaldi e Paulo Luís Micali 

Nenhum comentário:

Postar um comentário