quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

ROMILDO: A MARCA DO ARTILHEIRO NA FERROVIÁRIA




Romildo Carolino dos Santos, nascido em 13 de maio de 1968, na cidade de Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, defendeu a Ferroviária em dois anos bem distintos na vida do clube.

Em 1993, ele foi o vice-artilheiro do time no Campeonato Paulista, anotando 11 tentos e ficando atrás apenas de Edelvan, que marcou 12.

Em 1996, com o time naufragando, Romildo fez apenas um gol, em temporada na qual foi pouco aproveitado, sendo escalado em poucas partidas.




Mas a marca do artilheiro se fez notar em sua primeira passagem pela Locomotiva. Em ano em que a AFE disputou o grupo do interior do Paulistão e se qualificou para a fase final e decisiva, Romildo teve um desempenho fundamental para a sorte da equipe. Formou com Edelvan a dupla de “matadores”, que consolidaram as jogadas com bom aproveitamento. Juntos, anotaram 23 tentos no campeonato. Um potencial nada desprezível.

A Ferroviária fez bonito até mesmo na fase mais importante quando caiu no grupo do Palmeiras, do Guarani e do Rio Branco. Em jogo que praticamente decidiu a sorte do grupo, um espetáculo inesquecível aconteceu na Fonte Luminosa.




Com a casa cheia e recorde de público no estádio, a Ferroviária fez frente ao forte time do Palmeiras, jogando de igual para igual. Somente a genialidade do craque Edmundo permitiu ao alviverde a conquista da vitória, já nos últimos instantes, através de um gol por cobertura.

Romildo fez parte da bonita história afeana em 1993. Contribuiu muito para o sucesso da agremiação. Provou da outra face do futebol, em 1996, quando participou, embora em poucos jogos, da queda do time para a série A2.

Mas seu nome é sempre lembrado pelos torcedores grenás como de um artilheiro que marcou presença de forma efetiva na Locomotiva.

Em pé: Fábio Henrique - Mauro - João Batista - Fonseca - Luciano Lamoglia e Rui Scarpino.
Agachados: Alcinei - Edelvan - Paulo Américo - César e Romildo


“Ferroviária em Campo” reverencia o ex-atleta mato-grossense do sul, atualmente com 48 anos de idade, que não perde uma oportunidade de mostrar o seu orgulho por ter atuado pela Ferroviária de Araraquara.





OS CLUBES DE ROMILDO

Romildo fez uma carreira internacional defendendo clubes da Arábia Saudita, México e Guatemala.

No Brasil, defendeu vários times: C.A.U.I. Iracemápolis, Internacional de Limeira, São José E.C., E.C. Taubaté, FERROVIÁRIA, Marília E.C., Inter de Santa Maria (RS), Anápolis F.C., Guarani de Campinas e Novorizontino.









Fontes:
Acervo de “Ferroviária em Campo”

Informações do próprio atleta
Fotos: Internet e Facebook

Elaboração e edição de Vicente Henrique Baroffaldi e Paulo Luís Micali 

Nenhum comentário:

Postar um comentário