terça-feira, 17 de janeiro de 2017

MAURO VIANA: UM ZAGUEIRO VENCEDOR NA FERROVIÁRIA





Campeão da Copa FPF (2006); acesso da A3 para a A2 no Campeonato Paulista (2007). De 2005 a 2007 no time principal da AFE; longa invencibilidade em casa.



  
Mauro Sérgio Martins Viana


Nascido a 22 de maio de 1984


Natural de Ivinhema, Mato Grosso do Sul



Mauro Sérgio Martins Viana, o zagueirão Mauro que jogou na Ferroviária de 2005 a 2007, formou uma dupla vencedora com Thiago Costa; autêntica muralha grená.

Com eles, a Locomotiva sagrou-se campeã da Copa FPF em 2006 e conseguiu o acesso para a Série A2 do Campeonato Paulista em 2007. De sobra, o time permaneceu invicto em seus domínios durante 23 jogos, de setembro de 2006 a setembro de 2007. Maurão só não participou dos quatro últimos desses compromissos, que foram pela Copa FPF de 2007. Ele encerrou sua presença na Ferroviária jogando o certame bandeirante de 2007.

Troféu Globo Minas  melhor zagueiro do
Camp. Mineiro 2016
Mauro, um zagueiro vigoroso de porte avantajado, impunha-se na retaguarda com muita disposição.

Um título, um acesso e uma longa invencibilidade em casa. Resultado da competência de um time forte, integrado por vários jogadores que se destacaram e, após deixarem o time de Araraquara, formaram um currículo apreciável jogando em outros clubes.

Mauro, por exemplo, foi eleito o melhor jogador da posição, no Campeonato Mineiro de 2016, defendendo um clube de projeção intermediária, a URT, de Patos de Minas.

O bom zagueiro iniciou a carreira na Ferroviária. Foi autor de um gol contra o Guarani, nos 2 a 1 da semifinal da Copa FPF/2006.

2005. Em pé: José Carlos Rodrigues (preparador físico) - Édson Rocha - Dinei - Max Carrasco - Mauro - Bruno - Márcio e Narciso Marsilli (preparador técnico de goleiros). Agachados: Stanly - Tarciano - Leandro Donizete - William - Cleiton e Leonardo Cunha (médico).




2006. Em pé: Tuti - Thiago Costa - Mauro - Leandro Donizete e Wágner. Agachados: Leônico - Francisco Alex - Caiuby - Max Carrasco e Tobias.


23 jogos sem perder

Foi muito importante a presença de Mauro na zaga afeana para que o time sustentasse uma longa invencibilidade em seu reduto, entre 2006 e 2007.

No dia 30 de setembro de 2006, a AFE perdeu para o Botafogo de Ribeirão Preto (0 a 1), pela Copa FPF.

Depois do revés, o time ficaria 23 partidas sem conhecer derrota em seu campo. E a curiosidade: voltaria a perder para o mesmo Botafogo, pela mesma Copa FPF, pelo mesmo placar, quase um ano depois, em 05 de setembro de 2007.




Os comandados de Édison Só viveram um período de grande eficiência, traduzida nos seguintes números em partidas como mandantes:

Jogos sem perder: 23

Vitórias: 18

Empates: 5

Gols a favor: 49

Gols contra: 9

Obs.: 22 desses jogos foram realizados na Fonte Luminosa. Um deles, a Ferroviária realizou em Jaboticabal, também como mandante.

Os jogos foram válidos pelos campeonatos paulistas da A2 e A3, pela Copa FPF, pela Copa do Brasil (um jogo contra o Juventude) e um amistoso em homenagem ao Bazani, contra o Corinthians B.

Ferroviária 2007: Fabinho Mauro - Thiago Costa - Wágner - Marcelo - Tuti  e Alexandre Ginez (preparador físico); Renato - Leandro Donizete - Leandro Almeida - Renato Peixe e Leônico (Ferroviária de Araraquara)


Após a Ferroviária

O Mauro vencedor grená deixou o clube e defendeu inúmeras camisas: União São João, Paulista, São Caetano, América-RN, Mogi Mirim, Remo-PA, Oeste, Botafogo-PB, URT-MG e Confiança-SE.

Em 2017, Mauro Viana está no Uberlândia, agora com 32 anos.


Galeria: Mauro atuando por outras equipes












Fontes:
Acervo de “Ferroviária em Campo”
www.ogol.com.br

Fotos: Mauro Viana (Facebook); Museu da Ferroviária e Internet.

Elaboração e edição: Vicente Henrique Baroffaldi e Paulo Luís Micali

Nenhum comentário:

Postar um comentário