sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

A FERROVIÁRIA ENFRENTOU O TIMAÇO DO BRASIL, BICAMPEÃO DO MUNDO EM 1962


Djalma Santos, Zito, Gilmar, Zozimo, Nilton Santos e Mauro. Agachados Garrincha, Didi, Pelé, Vavá e Zagallo.

Foi no dia 29 de abril de 1962, em Serra Negra (SP), local de concentração da Seleção Brasileira que se preparava para a Copa do Mundo do Chile, depois de ter conquistado o primeiro título mundial de sua história, na Suécia, em 1958.

Naquele dia, a Ferroviária serviu de "sparring" do onze canarinho, realizando dois tempos de jogo, o primeiro contra a Seleção "B" e o segundo contra a Seleção "A".

A foto mostra o timaço brasileiro principal, contra o qual a AFE se apresentou, ajudando os brasileiros a se prepararem para o Mundial.

O convite formulado à Ferroviária certamente se deu em função do futebol técnico desenvolvido pelos araraquarenses, que se destacavam nas disputas do Campeonato Paulista.




No primeiro tempo, contra o time AZUL do Brasil, a Ferroviária alinhou:
TONINHO; ISMAEL, ANTONINHO, MÁRIO E ZÉ MARIA: DUDU E BAZANI; PEIXINHO (MATEUS), LAERTE, AURÉLIO E BENNY.

No segundo tempo, contra o time AMARELO, a Ferroviária formou com:
TONINHO; ISMAEL, ANTONINHO, RODRIGUES E ZÉ MARIA; DUDU E BAZANI; MATEUS, LAERTE, DAVID E BENNY.

No primeiro tempo, contra o time Azul, a Ferroviária empatou: 0 a 0.
No segundo tempo, contra o time Amarelo, a Ferroviária perdeu por 2 a 0, dois gols de Didi, o primeiro cobrando pênalti aos 5 minutos; o segundo cobrando falta, aos 25 minutos.


Toninho
O GOLEIRO TONINHO nos enviou essa bela foto do selecionado brasileiro.

Pela gentileza do envio, agradecemos ao TONINHO MOCHILA, ele que foi um dos maiores goleiros da história da Ferroviária.






Fonte:
Acervo de Ferroviária em Campo
Fontes das fotos: Dilson Júnior; acervo Folha

Pesquisa, elaboração e edição: Vicente Henrique Baroffaldi e Paulo Luís Micali

Um comentário:

  1. Tempos memoraveis e que dificilmente se repetirão na história da AFE.

    ResponderExcluir