terça-feira, 31 de janeiro de 2017

MARCEL E WILLIAN BERNAL, ARARAQUARENSES QUE COMEÇARAM NA BASE DA FERROVIÁRIA




É infindável o número de atletas que passaram pelas categorias de base da Ferroviária.

O zagueiro MARCEL e o atacante WILLIAN BERNAL são dois exemplos típicos dessa condição.

Ambos nascidos em Araraquara, passaram pelos estágios iniciais da carreira no clube grená, onde sedimentaram suas formações no futebol.


MARCEL

“Essa é uma foto de quando joguei na AFE, na base, mas passei por todas as categorias do clube, jogando no profissional em 1997, 1998, 1999, 2005 e 2007 (acesso).

Sou Marcel Fernandes, nascido em 09/03/1979, em Araraquara, filho de Leonilda Polesi Fernandes e Abiron Jerônimo Fernandes.

Filhos: Marcel Fernandes Filho e Marcelly Aparecida Fernandes.

Atualmente morando em Ijuí (RS).”



WILLIAN BERNAL

“Willian Marcelo Bernal

Nascido em 17/07/1977, em Araraquara.

Atacante, joguei de 1989 a 2000.



Essa foto é do meu tempo de infantil na AFE.”




Fonte:

Informações passadas por Marcel Fernandes e Willian Bernal através do facebook “Ferroviária em Campo”

Fotos gentilmente cedidas pelos atletas Marcel e Willian


Elaboração e edição de Vicente Henrique Baroffaldi e Paulo Luís Micali 

COMO FOI A FERROVIÁRIA NOS ÚLTIMOS 10 ANOS


AFE Campeã Paulista A2 2015 


De 2007 a 2016, a Ferroviária participou do Campeonato Paulista (séries A1, A2 e A3), da Copa Paulista e da Copa do Brasil.


Jogos e aproveitamento

Realizou um total de 404 jogos.
Ganhou 172 (42,57%)
Empatou 103 (25,50%)
Perdeu 129 (31,93%)


Copa do Brasil

Disputou a Copa do Brasil em 2007 e 2016. A primeira vez, parou na Primeira Fase; a segunda vez, parou na Segunda Fase.


AFE x Fluminense (Copa do Brasil 2016)

Acessos e queda

Conheceu três acessos e um rebaixamento.
Acesso da A3 para a A2, em 2007.
Queda da A2 para a A3, em 2009.
Acesso da A3 para a A2, em 2010.
Acesso da A2 para a A1, em 2015.
Voltou à principal divisão do futebol paulista em 2016, após 19 anos de ausência.


Jogo Final A2 2015


Títulos

- Campeã do Campeonato Paulista, Série A2, em 2015;
- Vice-campeã do Campeonato Paulista, Série A3, em 2010;
- Vice-campeã da Copa Paulista, em 2016.


Elder Santana com a taça do Vice da Copa Paulista 2016


Artilheiro principal, ano a ano

2007 – Jó, 10 gols
2008 – Fabinho, 8
2009 – Danilo Martins, 5
2010 – Danilo Martins, 15
2011 – Moisés, Tuia e Jobinho, 6
2012 – Fabrício Carvalho, 10
2013 – Wilson Júnior, 6
2014 – Alan Mineiro, 8
2015 – Tiago Adan e Alan Mineiro, 8
2016 – Wellington, 7

Os dois maiores destaques da década, na artilharia, ficam para Danilo Martins e Alan Mineiro, que se consagraram em dois anos seguidos.


Tiago Adan - Gol que garantiu o Título do Paulista A2 (2015)


NÚMEROS GERAIS DA ÚLTIMA DÉCADA DA LOCOMOTIVA

ANO
J
V
E
D
GP
GC
SG
2007
50
25
14
11
91
50
41
2008
45
16
14
15
57
52
5
2009
39
11
11
17
35
45
-10
2010
47
24
9
14
84
62
22
2011
40
14
11
15
54
53
1
2012
47
22
11
14
65
57
8
2013
37
10
12
15
38
42
-4
2014
37
15
8
14
49
37
12
2015
19
14
2
3
36
12
24
2016
43
21
11
11
73
42
31
TOTAL
404
171
103
129
582
452
130



Fonte:
Acervo de “Ferroviária em Campo”
Fotos: ESPN, Ferroviária em Campo, FPF e Internet


Pesquisa, elaboração e edição: Vicente Henrique Baroffaldi e Paulo Luís Micali 

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

AS VITÓRIAS DA FERROVIÁRIA NO "MOISÉS LUCARELLI", CONTRA A PONTE PRETA




Foram seis as vitórias conquistadas pela Ferroviária jogando no estádio “Moisés Lucarelli”, reduto da Ponte Preta de Campinas. Elas aconteceram nos anos de 1956, 1958, 1965, 1979, 1982 e 1990.

Cinco dessas vitórias se deram em partidas válidas pelo Campeonato Paulista. Apenas uma teve caráter amistoso.

“Ferroviária em Campo” mostra os detalhes técnicos dessa meia dúzia de triunfos afeanos em campo inimigo, o mesmo que será palco da próxima apresentação da Locomotiva, na primeira rodada do Paulistão versão 2017.

Domingo próximo, às 19 horas, a Ferroviária volta a enfrentar a Ponte Preta. A última vez que esses rivais se encontraram foi no ano passado, no próprio pontepretano, e a Macaca levou a melhor por 2 a 1.


Primeira vitória da Ferroviária no “Moisés Lucarelli”

Jogo – Ponte Preta 0 x 3 Ferroviária

Em  pé: Fia, Pixo, Dirceu Careca, Ferraciolli, Itamar e Elcias.
Agachados: Marinho, Cardoso, Gomes, Bazani e Boquita .
(Museu da Ferroviária)
Data – 04 de novembro de 1956, domingo

Finalidade – Campeonato Paulista/Torneio 

Rebaixamento/Série Branca

Árbitro – Sebastião Mayrinques

Renda – Cr$ 24.485,00

Gols – Paulinho, Gomes e Paulinho

Ponte Preta – Andu; Lindoia e Derém; Pitico, Carlito Roberto e Pirani; Ênio, Paulinho, Baltazar, Bruninho e Adamastor. Técnico: Nico

Ferroviária – Fia; Helcias e Ferraciolli; Dirceu, Cardarelli e Itamar; Paulinho, Cardoso, Gomes, Bazani e Boquita. Técnico: Djalma Bonini (Picolin)



Segunda vitória da Ferroviária no “Moisés Lucarelli”

Jogo – Ponte Preta 1 x 2 Ferroviária

Ferroviária 1958 - Em pé: Fia, Porunga, Antoninho, Elcias, Dirceu e Lourenço
Agachados: Araraquara, Baiano, Otávio, Bazani e Alípio
Data – 25 de maio de 1958

Finalidade – Campeonato Paulista/Primeiro Turno

Árbitro – Telêmaco Pompeu

Renda – Cr$ 66.300,00

Gol da Ponte Preta – Bibe, 25’/1º

Gols da Ferroviária – Bazani, 4’/2º e Alípio, 26’/2º

Ponte Preta – Valdir; Derém e Carlito Roberto; Wilse, Pitico e Carlinhos; Nelsinho, Aírton, Paulinho, Bibe e Colombo. Técnico: Jim Lopes

Ferroviária – Fia; Porunga e Helcias; Dirceu, Antoninho e Lourenço; Araraquara, Nivaldo, Baiano, Bazani e Alípio. Técnico: João Lima



Terceira vitória da Ferroviária no “Moisés Lucarelli”

Jogo – Ponte Preta 1 x 2 Ferroviária

Em pé: Dorival, Galhardo, Fogueira, Zé Maria, Rodrigues e Rubens Salles.
Agachados: Antoninho, Alencar, Tales, Capitão e Pio.


Data – 19 de maio de 1965, quarta-feira à noite

Finalidade – Amistoso Estadual

Árbitro – Abílio de Carvalho

Renda – Cr$ 1.295.500,00

Gol da Ponte Preta – Da Silva (pênalti)

Gols da Ferroviária – Bazani e Celso (contra)

Ponte Preta – Dado; Valmir e Edson; Bebeto, Celso e Beto; Passarinho, Cristóvão, Rodrigues, Da Silva e Zé Francisco. Técnico: Begliomini

Ferroviária – Toninho; Geraldo e Rossi; Rodrigues, Fernando Sátiro e Galvão; Dejair, Tales, Capitão, Bazani e Pio. Técnico: Armando Renganeschi



Quarta vitória da Ferroviária no “Moisés Lucarelli”

Jogo – Ponte Preta 0 x 1 Ferroviária

Ferroviária 1979 - Em pé: Sérgio Miranda, Marinho, Samuel, Carlos,
Wilson Carrasco e Sérgio Bergantin;
Agachados: Tatinho, João Carlos Beijoca, Tite, A
demir e Zé Roberto (Museu da AFE: Augustinho F. Luiz)
Data – 07 de novembro de 1979, quarta-feira

Finalidade – Campeonato Paulista/Semifinais (2ª Fase)

Árbitro – Romualdo Arppi Filho

Renda – Cr$ 347.930,00

Público – 7.369 pagantes e 1.089 menores

Gol – Douglas Onça, 23’/1º

Ponte Preta – Carlos; Edson, Juninho, Nenê e Odirlei; Vanderlei, Marco Aurélio e Dicá; Brinda (Toninho), Osvaldo (Chicão) e João Paulo

Ferroviária – Tião; Carlos, Sabará, Samuel e Luís Florêncio; Nandes, Douglas Onça e Paulo César; Bispo (Toninho), Serginho e Galdino. Técnico: Sérgio Clérice



Quinta vitória da Ferroviária no “Moisés Lucarelli”

Jogo – Ponte Preta 0 x 1 Ferroviária

Em pé: Marinho Paranaense; Abelha; Vica; Hermínio; Zilinho ; Divino;
Armandão(massagista); José Carlos  Porsani (diretor social)

Agachados:  Marinho Rã; Miltinho;  Douglas Neves;
Sidinei Alástico;  Claudinho.
Data – 10 de outubro de 1982, domingo à tarde

Finalidade – Campeonato Paulista/Segundo Turno

Árbitro – José Novaes

Renda – Cr$ 580.000,00

Público – 2.212 pagantes

Gol – Zé Roberto, 10’/2º

Ponte Preta – Carlos; Edson, Valmir, Nenê e Everaldo; Sílvio, Osvaldo (Osni) e Dicá; Celso, Chicão (Abel) e Ângelo. Técnico: Dudu

Ferroviária – Luís Fernando; Marinho Paranaense, Fernando, Pinheirense e Divino; Wilson, Douglas Onça e Zé Roberto; Claudinho (Zilinho), Marcão e Bozó (Fantato). Técnico: Diéde Lameiro



Sexta vitória da Ferroviária no “Moisés Lucarelli”

Jogo – Ponte Preta 1 x 2 Ferroviária

Ferroviária 1990 . Em pé estão doutor Paschoalino, Edmir, Narciso,
Walace, Ditinho, Ferrugem, André, Fito Neves, Alcinei, Bustamante,
Lula, Rui e Milton Cardoso; agachados: Gilmar, Alaor, Vanderlei,
Ica, Paulo Américo, Paulinho Taiuva e Robison
Data – 25 de março de 1990

Finalidade – Campeonato Paulista/Segundo Turno

Árbitro – José Aparecido de Oliveira

Renda – Cr$ 234.500,00

Público – 2.623 pagantes e 237 menores

Gol da Ponte Preta – Ernani, 26’/2º

Gols da Ferroviária – Vanderlei, 33’/1º e Vonei, 29’/2º

Ponte Preta – Brigatti; Roberto Teixeira, Júnior, Pedro Luís e Carlinhos; Sílvio, Tuca (Wilson) e Ernani; Nicolau (Nanje), Zé Carlos e Vagner. Técnico: Nicanor de Carvalho

Ferroviária – Narciso; Wallace, Vilmar (Paulinho Oliveira), Alexandre e China; Helinho, Vanderlei, Donato e Celinho; Hamilton e Adil (Vonei). Técnico: Vail Motta


Fonte: Acervo de “Ferroviária em Campo”
Fotos: Museu da AFE e internet.


Pesquisa, elaboração e edição: Vicente Henrique Baroffaldi e Paulo Luís Micali