sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

OS QUATRO CAMPEÕES E VICE-CAMPEÕES DA FERROVIÁRIA




A Ferroviária foi campeã em 2015 e vice-campeã em 2016. Campeã do Campeonato Paulista da Série A2 e vice-campeã da Copa Paulista.

Sendo campeã, garantiu a tão sonhada volta à divisão principal do futebol paulista. Sendo vice, assegurou presença na Copa do Brasil de 2017.

A provar a estonteante rotatividade dos jogadores no futebol de hoje, apenas quatro deles sagraram-se campeões e também vice-campeões nesse biênio de bons frutos colhidos pela agremiação araraquarense.

Falamos dos zagueiros Luan e Patrick, do meio-campista Renato Xavier e do atacante Elder Santana. Só eles podem dizer que foram campeões e vice-campeões em 2015 e 2016, respectivamente, pela AFE, considerando-se, para tanto, os atletas que entraram em campo para defender a jaqueta grená.


Luan

Luan Bueno Ferreira de Brito nasceu no dia 26 de junho de 1987 na cidade de Brasília (DF). Em 2015, ele defendeu a Ferroviária no Paulistão. Depois, o Bragantino e também o Atlético Paranaense. Em 2016, Luan jogou só pela Ferroviária, no Paulistão, na Copa do Brasil e na Copa Paulista.

No título de campeão do Campeonato Paulista da A2, em 2015, Luan participou de 18 dos 19 jogos da Ferroviária e marcou um gol. No título de vice-campeão da Copa Paulista, o zagueiro realizou 22 jogos e marcou três gols. Somando as duas competições, Luan realizou 40 partidas e assinalou quatro tentos.


Elder Santana

Elder Santana Conceição nasceu no dia 7 de abril de 1993 na cidade de Vera Cruz (BA). Em 2015, ele defendeu a Ferroviária no Paulistão e depois rumou para o Nordeste, onde atuou pelo Sampaio Corrêa (MA). Em 2016, Elder Santana defendeu o Bragantino e depois se deslocou para Araraquara a fim de jogar a Copa Paulista.

No Paulista da A2, em 2015, Elder realizou 18 jogos e fez quatro gols. Na Copa Paulista de 2016, ele jogou 19 vezes e consignou quatro tentos. Somando as duas competições, Elder Santana realizou 37 partidas e marcou oito tentos.


Patrick

Patrick Marcelino é natural de Osasco (SP), onde nasceu em 4 de março de 1994. O zagueiro atuou pela AFE na Copa Paulista de 2015 e em seguida foi para o Boa Esporte (MG). Em 2016, ele defendeu o Kashiwa Reysol (Japão) e depois veio fazer sucesso na Ferroviária, jogando na Copa Paulista.

No Paulista de A2, em 2015, Patrick jogou em sete ocasiões e não consignou tentos. Na Copa Paulista deste ano, ele jogou mais vezes: 12; e anotou um tento.

Juntando as duas competições exitosas, Patrick jogou 19 partidas e fez um gol.


Renato Xavier

Renato Xavier Sena é natural de Israelândia (GO), onde veio ao mundo em 30 de junho de 1986. Volante e meia central, Renato Xavier jogou em 2015 pela AFE (Paulista da A2) e pelo Oeste. Este ano, o meio-campista permaneceu na equipe grená de Araraquara, sofrendo muito com contusão que o afastou da maior parte das disputas.

Pelo certame bandeirante da A2, em 2015, Renato Xavier fez 13 jogos e anotou um tento. Já na Copa Paulista desta temporada, foram somente três jogos e nenhum gol marcado.

Somando as presenças do jogador nas duas competições vitoriosas da Ferroviária, ele realizou 16 jogos e marcou um gol.


Luan, a maior presença na Ferroviária, no biênio 2015/16

Entre os quatro atletas que ganharam os dois títulos – Elder Santana, Luan, Patrick e Renato Xavier – registre-se que Luan foi o que mais “assinou o ponto” no time principal grená. Além dos 40 jogos feitos na A2 do Paulista em 2015 e na Copinha em 2016, Luan participou de mais três jogos no Paulistão/16 e três jogos na Copa do Brasil/16 (onde marcou um gol).


EXPLICAÇÃO DE “FERROVIÁRIA EM CAMPO”

O propósito desta matéria é enaltecer a presença desses quatro jogadores vencedores em momentos importantes do futebol da Locomotiva.
Mas é preciso dizer que “Ferroviária em Campo” não se esquece dos demais atletas que participaram das atividades do elenco, nas duas últimas temporadas. O saldo foi salientemente favorável e os jogadores são os maiores responsáveis por isso. Comissões técnicas competentes e administração segura encaminharam o grupo para as conquistas. Fica a expectativa de que novos feitos aconteçam na sequência da história afeana.

  
Fontes:
Acervo de “Ferroviária em Campo”
Internet
Fotos: Ferroviária SA


Pesquisa, elaboração e edição: Vicente Henrique Baroffaldi e Paulo Luís Micali 

Nenhum comentário:

Postar um comentário