segunda-feira, 14 de novembro de 2016

QUATRO GRANDES NOMES DO FUTEBOL DA FERROVIÁRIA COM ANIVERSÁRIO EM 15 DE NOVEMBRO



Um feriado nacional que marca a data de nascimento de quatro ex-jogadores que fizeram sucesso jogando com a camisa afeana.

Em 15 de novembro de 1932 nasciam CARDOSO e ANTONINHO. 

Cardoso
O primeiro, um dos principais artilheiros de toda a trajetória grená. Foi Cardoso quem marcou o maior número de gols em uma única partida. Aconteceu no Campeonato Paulista da Segunda Divisão, ano de 1955, quando a Ferroviária subiu pela primeira vez para a divisão principal do certame bandeirante. 

Antoninho
Cardoso anotou sete gols contra o Velo Clube Rioclarense, nos 15 a 1 que a AFE aplicou no adversário, a maior goleada aplicada pelo time de Araraquara em seus 66 anos de existência. Cardoso foi campeão da Segunda Divisão naquele ano ajudando consideravelmente com a consignação de elevado número de gols.

Já Antoninho foi um zagueiro raçudo, que dava o sangue pelo time. Destacou-se no primeiro grande campeonato paulista da Ferroviária, em 1959, e continuou sendo o titular da zaga central nos primeiros anos da década de 1960, quando a AFE desenvolveu campanhas espetaculares. Antoninho era esteio na retaguarda.

Em 15 de novembro de 1942 nascia MATEUS, que jogava pelas pontas e foi campeão do acesso com a Ferroviária em 1966. Brilhou também no Bangu e no Fluminense. Neste, sagrou-se campeão carioca.

Pio
Em 15 de novembro de 1944 nasceu PIO, ponta esquerda também campeão do acesso em 1966 e com passagem de relevo não só no clube de Araraquara como também no Palmeiras e no Santa Cruz. Foi campeão nos três clubes.

"FERROVIÁRIA EM CAMPO" tem o prazer de acusar esses quatro aniversários, destacando os nomes completos dos valorosos defensores do manto sagrado grená:

CARDOSO - João Carlos Cardoso, natural de Descalvado (SP).

ANTONINHO - Antônio Ersio Faccio, natural de Ibaté (SP).

MATEUS - Mateus Mário de Felice, natural de São Paulo (SP).

PIO - Osmar Alberto Volpe, natural de Araraquara (SP).




Acervos de "Ferroviária em Campo" e Afegol (Ricardo Gomes).

Elaboração e edição: Vicente Henrique Baroffaldi e Paulo Luís Micali 

Nenhum comentário:

Postar um comentário