terça-feira, 18 de outubro de 2016

UM CONFRONTO DE ORIGEM FERROVIÁRIA: FERROVIÁRIA X NACIONAL


(Quem tem melhor retrospecto: Ferrinha ou Ferrinho?)





Primeira formação da AFE
A Ferroviária nasceu no seio da EFA (Estrada de Ferro Araraquara), em 1950.

O Nacional foi, inicialmente, o SPR (São Paulo Railway). Até 1946, quando a ferrovia foi nacionalizada e o seu futebol também. 

Portanto, quando a AFE foi fundada e passou a praticar o futebol profissional, o adversário da capital paulista já ostentava o nome de Nacional Atlético Clube.

 São Paulo Railway 
Em 1951, esse duelo foi inaugurado. Mais precisamente no dia 27 de maio, quando a Ferroviária realizou o quarto jogo de sua história, no Estádio Municipal de Araraquara. Resultado final da primeira refrega: 2 a 2.

No dia 17 de junho de 1956, quando fez a sua primeira apresentação no Campeonato Paulista da divisão principal, a AFE foi à capital para jogar exatamente contra o Nacional, e o placar final foi sugestivo, pela quantidade de tentos: 3 a 3.

Mascote AFE
Outro jogo marcante, entre grenás de Araraquara e alvicelestes da Capital aconteceria no dia 26 de agosto de 1973, num palco muito especial: o Morumbi, ocasião em que se deu a decisão do Campeonato Paulista daquele ano, entre Santos e Portuguesa de Desportos. Na preliminar, Nacional e Ferroviária jogaram pelo Paulistinha, registrando-se mais um empate: 1 a 1.

Como se nota, nos três jogos que citamos, os placares apontaram igualdade entre os litigantes:  2 a 2, 3 a 3 e 1 a 1.

Mas houve resultados dilatados: a maior goleada da Ferroviária sobre o Nacional foi de 6 a 1, em 1956. O Nacional deu o troco em 1957, ganhando por 6 a 2. Naquele tempo, o futebol era franco, menos cheio de táticas e retrancas.

De 1956 a 1959, Naça e AFE pelejaram pela divisão principal do futebol bandeirante. Com o declínio do time da Capital, o encontro deixou de acontecer durante algum tempo.

Mascote Nacional
Quando voltaram a se encontrar, aí também a Ferroviária havia declinado, e as pendengas se deram dentro do certame da Série A3.

A última vez que esses times se enfrentaram foi em 2003, no dia 13 de julho, pela Copa Estado de São Paulo, que hoje recebe o nome de Copa Paulista. E é justamente por essa competição que Nacional e Ferroviária voltam  a se enfrentar em 2016, numa fase mais avançada: quartas de final.

A Ferroviária fez  a melhor campanha de toda a Copa, enquanto o Nacional fez a oitava campanha. Nos jogos de ida e volta, nem sempre a melhor campanha prevalece.


O RETROSPECTO

De 1951 até hoje, Ferroviária e Nacional realizaram 23 jogos entre si. A representação de Araraquara leva nítida vantagem: foram 10 vitórias contra 3 do Nacional; o empate prevaleceu em bom número de partidas: 10.

Em gols, a AFE anotou 48 e sofreu 29, livrando 19 de saldo.

14 jogos aconteceram em Araraquara; 9 foram em São Paulo.


RESUMO SOB O PRISMA GRENÁ

Competições
J
V
E
D
GP
GC
SG
C. Pta./A1
10
5
3
2
28
17
11
C. Pta./A3
8
2
5
1
6
6
0
Paulistinha
2
1
1
0
5
2
3
Copa Est. SP
1
1
0
0
2
1
1
Amistosos
2
1
1
0
7
3
4
TOTAL
23
10
10
3
48
29
19


OS 23 JOGOS

(Nº de ordem – Data – Jogo – Competição – Artilheiros da Ferroviária)

1 – 27.05.1951 – Ferroviária 2 x 2 Nacional – Amistoso – Basso e Gonçalves

2 – 11.09.1955 – Ferroviária 5 x 1 Nacional – Amistoso – Cardoso (4) e Bazani

3 – 17.06.1956 – Nacional 3 x 3 Ferroviária – Campeonato Paulista, 1ª Divisão – Bazani (2) e Boquita

4 – 18.11.1956 – Ferroviária 6 x 1 Nacional – Campeonato Paulista, 1ª Divisão – Lopes (2), Gomes (2) e Boquita (2)

5 – 13.01.1957 – Nacional 1 x 2 Ferroviária – Campeonato Paulista, 1ª Divisão – Paulinho (2)

6 – 15.09.1957 – Ferroviária 2 x 2 Nacional – Campeonato Paulista, 1ª Divisão – Otávio e Walter (pênalti)

Benny
7 – 03.11.1957 – Nacional 6 x 2 Ferroviária – Campeonato Paulista, 1ª Divisão – Antoninho e Walter (pênalti)

8 – 29.12.1957 – Ferroviária 4 x 0 Nacional – Campeonato Paulista, 1ª Divisão – Bazani (2), Antoninho e Baiano

9 – 06.07.1958 – Nacional 1 x 0 Ferroviária – Campeonato Paulista, 1ª Divisão

10 – 07.12.1958 – Ferroviária 4 x 0 Nacional – Campeonato Paulista, 1ª Divisão – Baiano (2), Gomes e Nivaldo

11 – 07.09.1959 – Nacional 2 x 4 Ferroviária – Campeonato Paulista, 1ª Divisão – Cardoso, Benny, Nei e Dirceu

Laerte
12 – 29.11.1959 – Ferroviária 1 x 1 Nacional – Campeonato Paulista, 1ª Divisão – Luiz Carlos (contra)

13 – 26.08.1973 – Nacional 1 x 1 Ferroviária – Paulistinha – Laerte

14 – 11.11.1973 – Ferroviária 4 x 1 Nacional – Paulistinha – Ademir (pênalti), Oberdan (contra), Vagner e Laerte

15 – 08.03.1998 – Ferroviária 0 x 0 Nacional – Campeonato Paulista, Série A3

16 – 19.07.1998 – Nacional 0 x 0 Ferroviária – Campeonato Paulista, Série A3

Marinho Rã
17 – 26.07.1998 – Ferroviária 1 x 0 Nacional – Campeonato Paulista, Série A3 – Marinho Rã

18 – 01.05.1999 – Nacional 1 x 1 Ferroviária – Campeonato Paulista, Série A3 – (?)

19 – 13.06.1999 – Ferroviária 1 x 0 Nacional – Campeonato Paulista, Série A3 – Marcos Aurélio

20 – 18.07.1999 – Ferroviária 0 x 2 Nacional – Campeonato Paulista, Série A3

21 – 08.08.1999 – Nacional 2 x 2 Ferroviária – Campeonato Paulista, Série A3 – Ti (2)

22 – 07.05.2000 – Ferroviária 1 x 1 Nacional – Campeonato Paulista, Série A3 – Zé Luiz

23 – 13.07.2003 – Ferroviária 2 x 1 Nacional – Copa Estado de São Paulo – Danilo (2)



Fontes:
Acervo de “Ferroviária em Campo”
Tópicos do Passado da AFE – Professor Antônio Jorge Moreira
O Caminho da Bola – Rubens Ribeiro
Fotos:  Acervo de “Ferroviária em Campo” e Internet

Pesquisa, elaboração e edição: Vicente Henrique Baroffaldi e Paulo Luís Micali 

Nenhum comentário:

Postar um comentário