sexta-feira, 2 de setembro de 2016

UMA VITÓRIA ANUNCIADA: FERROVIÁRIA ACELERA NO SEGUNDO TEMPO E FAZ 3 A 0 NA MATONENSE


Lance do primeiro gol da Ferroviária


Há que se considerar que o sol abrasador da tarde de sexta-feira impediu uma movimentação mais célere dos litigantes. Geralmente, nessas situações, o que vemos é uma moderação e maior lentidão nas ações dos jogadores, que reservam parte de suas energias para a etapa final e decisiva das partidas.

A Ferroviária não foi diferente no prélio desta tarde em Matão, contra um time frágil e que só cumpre tabela, esperando que a sua via crúcis termine logo. Pois o time azul da vizinha cidade faz campanha muito fraca, pautada por derrotas. Apenas uma vez o insucesso não aconteceu: contra o São Carlos, no jogo de Matão.

Mas a Ferroviária, mesmo não fazendo bom jogo, mostrou superioridade durante todo o transcurso da partida. No segundo tempo, certamente recebendo uma orientação mais determinante de seu treinador, o time procurou com maior efetividade a concretização de tentos, o que acabou acontecendo através de três jogadores que não vinham sendo escalados como titulares, o que se deu nesse compromisso.

Picoli
Os três gols surgiram na etapa complementar: o primeiro deles assinalado pelo zagueiro Patrick e os dois seguintes pelos homens de frente, Felipe Silva e Fabrício.

O técnico Antônio Picoli cumpriu, assim, o que vinha afirmando, dando chance a alguns atletas do elenco para mensurar melhor suas reações quando expostos em partidas oficiais.

A vitória foi tranquila, como todos esperavam, e coloca a Ferroviária, ainda que momentaneamente, na liderança de seu grupo, na Copa Paulista.

O próximo compromisso dos grenás acontece na quarta-feira, feriado nacional, na Arena Fonte Luminosa, contra o Batatais, mais uma oportunidade para o time mostrar sua força e seguir resoluto a sua trajetória na atual competição.

Lance do segundo gol da Ferroviária


A FICHA DO JOGO

MATONENSE  0 X 3  FERROVIÁRIA

Data – 02 de setembro de 2016, sexta-feira, 15 horas
Local – Estádio Hudson Buck Ferreira, em Matão (SP)
Finalidade – Copa Paulista
Árbitro – Caio César da Costa Mello
Renda – R$ 870,00
Público – 79 pagantes
Gols – Patrick, 21’, Felipe Silva, 39’ e Fabrício, 47’ do 2º tempo

Matonense – Douglas; Rafael Simi, Anderson Silva, Jonny e Ewerjho; Hidalgo, Lucacio (Ricardo), Levi e Kaíque; Felipe e Raphael Ross (Fernando). Técnico: Ciro Rios

Ferroviária – Matheus; Willian Cordeiro, Luan (Raniele), Patrick e Sávio; Fábio Souza, Kaio Fernando (Yamada), João Lucas (Igor) e Wellington; Felipe Silva e Fabrício. Técnico: Antônio Picoli

 
Lance do terceiro gol da Ferroviária


Fonte: Futebol Interior

Elaboração e edição: Vicente Henrique Baroffaldi e Paulo Luís Micali 

Nenhum comentário:

Postar um comentário