sábado, 2 de abril de 2016

HISTÓRIA DA FERROVIÁRIA: AMISTOSOS COM MUITOS GOLS ENTRE FERROVIÁRIA E BOTAFOGO, EM 1962




Antes do Campeonato Paulista de 1962, Ferroviária, de Araraquara, e Botafogo, de Ribeirão Preto, combinaram a realização de duas partidas amistosas, a primeira em Ribeirão Preto, no dia 04 de abril, e a segunda em Araraquara, no dia 12 de abril, quando a AFE estaria comemorando 12 anos de existência.

Naquele tempo, os amistosos eram muito considerados. Dava-se valor a eles, a torcida comparecia, árbitros oficiais da Federação Paulista de Futebol eram escalados e havia a cobrança de ingressos. Criava-se rivalidade em cima de todos os jogos, não apenas os oficiais de competição.

Mostrando a sua força no futebol, a Ferroviária suplantou o Botafogo nas duas pelejas de abril de 1962, estabelecendo 3 a 1 na então Capital do Café e impondo aos tricolores uma sonora goleada de 7 a 0, na Fonte Luminosa.

Exatamente no dia em que comemorava o aniversário de fundação, a Associação Ferroviária de Esportes arrasava o seu adversário regional.

“Ferroviária em Campo” traz para os torcedores grenás os dados técnicos desses dois jogos amistosos, que, somados, estabeleceram o placar de 10 a 1 para a Ferroviária.


Primeiro jogo

Botafogo (SP)  1 x 3  Ferroviária

Data – 04 de abril de 1962, quarta-feira (noite)
Local – Ribeirão Preto (SP)
Finalidade – Amistoso
Árbitro – Catão Montez Júnior
Renda – Cr$ 1.450.800,00
Gols da Ferroviária – Parada (2) e Benny
Gol do Botafogo – Antoninho
Botafogo – Machado; Egídio (Flávio) e Antônio Julião; Tiri, Nair (Neriberto) e Tarciso; Renatinho (Zuíno), Alex, Antoninho, Paulo Alves (Nair) e Jonas (Renatinho).
Ferroviária – Toninho; Ismael e Antoninho; Zé Maria, Dudu e Mário (Rodrigues); Laércio, Davi, Parada, Bazani e Benny
Preliminar – Comercial (SP)  0 x 1  América (RJ), gol de Nilo.



Segundo jogo

Ferroviária  7 x 0  Botafogo (SP)

Data – 12 de abril de 1962, quinta-feira (noite)
Local – Estádio da Fonte Luminosa, em Araraquara (SP)
Finalidade – Amistoso no aniversário da Ferroviária
Árbitro – Olten Aires de Abreu
Renda – Cr$ 174.600,00
Gols – Dudu, 5’, Peixinho, 11’, Parada (pênalti), 25’ e Egídio (contra), 45’ do 1º tempo; Bazani, 10’, Peixinho, 18’ e Laerte (falta), 45’ do 2º tempo
Ferroviária – Toninho (Aparecido); Ismael e Antoninho; Zé Maria, Mário (Rodrigues) e Dudu; Peixinho (Mateus), Laerte, Parada (Davi), Bazani e Benny
Botafogo – Machado; Egídio (Ditinho) e Brito; Tiri, Almeida (Miguel) e Tarciso; Zuíno (Renatinho), Osvaldo, Alex, Adalberto, Renatinho (Rodrigo)


Fontes:
Acervo Estadão
Acervo Folha
Ilustração: Site Oficial do Botafogo


Pesquisa, elaboração e edição: Vicente Henrique Baroffaldi e Paulo Luís Micali 

Nenhum comentário:

Postar um comentário