segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

A ESTREIA DE CAÍCO FOI CONTRA O TIMÃO... E COM VITÓRIA!


Caíco
Carlos Alberto Gonçalves Pereira, conhecido nos meios futebolísticos por CAÍCO, foi um lateral/zagueiro que jogou com muita garra e desprendimento com a camisa da Ferroviária de Araraquara.

Sua estreia no time principal, pelo Paulistão, deu-se no dia 28 de julho de 1985, às 11 horas, no estádio da Fonte Luminosa, contra o poderoso Sport Club Corinthians Paulista.

Caíco (Foto Atual)
A Ferroviária desenvolveu uma campanha muito boa em 1985, chegando ao quadrangular final e encerrando o certame na quarta colocação.

CAÍCO tinha apenas 20 anos mas supria sua inexperiência com uma vontade férrea de vencer no futebol; amava a camisa que vestia e suava por ela.

A estreia de Caíco foi com vitória... e uma vitória nada comum. Ela daria mais moral ainda ao time, que seguiu firme no certame.


FALA, CAÍCO!

Ontem, no facebook "Ferroviária em Campo", Caíco extravasou, fazendo um desabafo cheio de sentimento. Damos valor às suas palavras, e fazemos questão de repetí-las aqui:

"Histórias que a bola não conta: 1985, 28 de julho, 11:00 horas, na Fonte Luminosa, minha estreia no Campeonato Paulista contra o Corinthians. Era um sonho para aquele menino de 20 anos vestindo a camisa grená e ainda mais com o estádio lotado e eu no meio de tantos craques; saudades é o que sinto e lisonjeado de estar aqui contando para vocês."

Foi mesmo uma estreia no melhor estilo, contra o poderoso Corinthians, numa fase excelente da Ferroviária. Caíco é um dos guerreiros da história da Ferroviária.

Foto  do arquivo de Caíco e mostra o elenco afeano e a casa (Fonte) cheia.


"Ferroviária em Campo" apresenta a ficha técnica do jogo aludido neste texto:

Jogo - Ferroviária 2 x 1 Corinthians

Data - 28 de julho de 1985

Local - Estádio da Fonte Luminosa, em Araraquara (SP)

Finalidade - Campeonato Paulista de 1985/Primeiro Turno

Árbitro - Romualdo Arppi Filho

Renda - R$ 43.185.000,00

Público - 9.473 pagantes

Gols da AFE - Marcão, 39'/1º e Wilson Carrasco (pênalti), 9'/2º

Gol do Corinthians - Paulo César, 41'/2º

Ferroviária - Washington; Caíco, Mauro Pastor, Marco Antônio e Nonoca; Paulo Martins, Cardim (Vítor) e Wilson Carrasco; Serginho Dourado, Marcão (Marcos Ferrugem) e Nenê Guanxuma. Técnico:  Bazani 

Corinthians - Carlos; Edson, Mauro, Vagner e Vladimir; Dunga (Eduardo), Biro-Biro e Edmundo (Adilson); Paulo Cesar, Casagrande e João Paulo. Técnico: Carlos Alberto Torres





Fotos:  Caíco (Acervo Pessoal)

Elaboração e edição: Vicente Henrique Baroffaldi e Paulo Luís Micali

Um comentário:

  1. Esse matéria é de.muita impotência pra quem viveu e conviveu com Caico, um maravilhoso jogador e até hj um excelente amigo.

    ResponderExcluir