sexta-feira, 29 de maio de 2015

FERROVIÁRIA: 30 TÉCNICOS NO SÉCULO XXI



Terminou prematuramente a temporada de 2015 para a Ferroviária Futebol S.A.

Fica facilitada a tarefa dos estatísticos do esporte, que já podem encerrar os números grenás do ano. Mais além: dos primeiros 15 anos do século XXI.

Relativamente a treinadores, a agremiação de Araraquara contou com os préstimos de 30 profissionais nos últimos 15 anos, estabelecendo uma média de dois técnicos por ano.

“Ferroviária em Campo” fez um levantamento do total de jogos de cada um desses 30 treinadores, em defesa das cores grená e branco da Locomotiva.


Édison Só, João Martins, Zé Humberto, Ito Roque;
Toninho Moura,  PC Catanoce, Márcio Ribeiro, Douglas Neves;
Felício Cunha, Jorge Saran, Milton Mendes, Antônio Picoli.


O campeão de jogos pela Ferroviária, neste século, é Édison Só, com 92.

João Martins, hoje vinculado ao clube através de um trabalho que vem sendo feito no Noroeste, de Bauru, é o segundo colocado, com 65 partidas.

O terceiro é Zé Humberto, com 59.

O quarto, Ito Roque, atualmente fazendo bonito no E.C. Taubaté, subindo com o “Burro da Central” para a Série A2.

O quinto é Toninho Moura, com  51 jogos.


Incluímos Wagner Lopes (foto) nesta listagem, embora ele não tenha dirigido o time em nenhum jogo oficial, porque ele preparou o elenco no final do ano 2013 e, antes de sua estreia, foi levado pelo Botafogo de Ribeirão Preto. Fica em trigésimo lugar, com zero.


Classificação dos 30 técnicos que dirigiram a Ferroviária no século XXI, considerando-se o número de jogos

1º - Édison Só, 92 jogos

2º - João Martins, 65

3º - Zé Humberto, 59

4º - Ito Roque, 52

5º - Toninho Moura, 51

6º - Paulo Cezar Catanoce, Márcio Ribeiro e Douglas Neves, 30

9º - Felício Cunha, 29

10º - Milton Mendes, 20

11º - Jorge Saran, 14

12º - Antônio Picoli, 13

13º - Aílton Silva e Carlos Rossi, 10

15º - Carlos Rabelo, 9

16º - Júnior, Vilson Tadei e Fabrício Maia, 8

19º - Wilson Mano, 6

20º - Pardal (Antônio Augusto), Luiz Carlos Ferreira, Valmir Gritti e Moisés Egert, 5

24º - Polozzi, 4

25º - Ricardo Moraes, 3

26º - Ivo Secchi e Ednelson da Conceição Silva, 2

28º - Edson Mariano e Sérgio Luiz Bonifácio (Telão), 1 jogo

30º - Wagner Lopes, 0


Fonte:
Acervo pessoal
Fotos: Internet

Pesquisa, elaboração e edição: Vicente Henrique Baroffaldi e Paulo Luís Micali

Nenhum comentário:

Postar um comentário