quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

NÚMEROS GERAIS DA FERROVIÁRIA EM 2014 SÃO DE ‘TIME GRANDE’

 (Em 138 jogos, a Locomotiva conseguiu 76 vitórias; empatou 33 vezes; perdeu em apenas 29 oportunidades. Marcou a elevada quantia de 319 gols, sofrendo 129. Um saldo expressivo de 190 tentos.)




É certo que a decepção da massa torcedora da Ferroviária continua, vendo o seu time de profissionais marcando passo na Série A2, fora da elite há já 18 longos anos. É verdade também que o futebol masculino, juntando a base aos profissionais, não correspondeu a ponto de levantar algum título de competições oficiais, promovidas pela Federação Paulista de Futebol.

Mas, apesar disso, no cômputo geral das atividades futebolísticas que envolveram o nome da Ferroviária de Araraquara, os números lhe são altamente favoráveis, configurando uma performance típica de clube grande.


Ainda que espetacularmente alavancados pelos feitos das Guerreiras Grenás, esses números tiveram também a colaboração das categorias masculinas, pois nenhuma delas ficou no vermelho. Todas registraram números positivos, ainda que o objetivo maior não tenha sido alcançado.



Os feitos das Guerreiras

Raquel
Títulos, isso é com as Guerreiras, que ganharam dois, de caráter nacional, e ficaram com o vice do Campeonato Paulista.

As comandadas de Douglas Onça realizaram 40 jogos, venceram 29, empataram 7 e perderam apenas 4. Assinalaram 137 gols e sofreram 26, tendo um saldo positivo de 111. Não computamos, nesse levantamento, os Jogos Regionais e Abertos por serem competições entre cidades, e não entre clubes.

Raquel, com 29 tentos, foi a destacada artilheira. O elenco todo teve atuações de alto nível. Trata-se de um grupo muito forte, que, todos os afeanos esperam, siga unido em busca de novos feitos em 2015.



Profissionais


Somando-se as participações no Campeonato Paulista da Série A2 e na Copa Paulista, o time de profissionais atuou 37 vezes em 2014. Foram 15 vitórias contra 14 derrotas e mais 8 empates. 49 gols marcados, 37 sofridos. Portanto, uma vitória a mais que derrotas e 12 gols de saldo. Alan Mineiro, com 8 gols, foi o artilheiro grená no Paulista; Adriano Paulista e Gustavo Henrique, com 5 tentos cada, foram os que mais marcaram na Copa Paulista.


Sub-15

AFE Sub-15
Foi a categoria de base que mais se destacou no ano. Em 22 jogos válidos pelo Campeonato Paulista, os jovens defensores afeanos conseguiram 15 vitórias e sofreram somente duas, empatando 5 jogos. Marcaram 41 gols e sofreram só 15; belo saldo de 26. O grande destaque na artilharia foi Vitor Hugo, que consignou 16 gols em 22 prélios, uma média realmente muito boa. O time de Julimar avançou até a terceira fase, numa campanha elogiável.


Sub-17

AFE Sub-17
Também o Sub-17 teve bom desempenho no Paulista. Em 22 jogos, ganhou metade (11), perdeu 5 e empatou 6. Marcou muitos gols (54), sofrendo 28. 26 gols de saldo, uma marca expressiva. Com 11 gols cada, Fabrício e Luisinho foram os grandes artilheiros do Sub-17, que também avançou até a terceira fase das disputas, sob o comando técnico de Rogério Cuniyochi.


Sub-20

O Sub-20 grená foi bem na Taça São Paulo de Juniores, em janeiro de 2014, quando chegou à terceira fase. Obteve resultados importantes, como as goleadas em cima do Figueirense (5 x 1) e do Paysandu (6 x 2) e o sucesso contra o Sport Recife (3 x 2). Parou no Fluminense, um time sempre muito forte na Copinha.

No Campeonato Paulista, o Sub-20 não se houve bem. Ainda assim, ganhou mais do que perdeu: 6 vitórias, 4 derrotas. O que prevaleceu foram os empates: 7. Mas em gols, a vantagem foi boa: 38 tentos a favor, 23 contra, saldo de 15.

Alex Luís, com 4 gols, foi o artilheiro da Ferroviária na Copa São Paulo de Juniores. No certame bandeirante, Flávio, com 5 gols, foi o artilheiro.

Os principais jogadores do Sub-20 da Ferroviária defenderam as cores do Guariba, na Segunda Divisão de Profissionais, tirando, naturalmente, as maiores possibilidades do time no Campeonato Paulista.




Números gerais da Ferroviária em 2014

Juntando-se todas as categorias (Profissionais, Base e Feminino), a Ferroviária, no ano que se finda, registrou números que só grandes clubes conseguem. Em 138 jogos, foram 76 vitórias contra apenas 29 derrotas e 33 empates. Nos três resultados possíveis, o que menos aconteceu com a Locomotiva foram derrotas. 

Os times grenás marcaram 319 gols na temporada, sofrendo somente 129. O saldo, de 190 gols, é algo estupendo.

Elaboração e edição: Vicente Henrique Baroffaldi e Paulo Luís Micali

Fotos: Ferroviária em Campo

Nenhum comentário:

Postar um comentário