sexta-feira, 10 de outubro de 2014

ABELHA TOMA GOL E CHORA



Foi no Campeonato Brasileiro de 1983, que na ocasião recebia o nome de Taça de Ouro. Depois de longa série de minutos sem tomar gols, Abelha foi ultrapassado em um jogo no Paraná.


Em Pé:  Marinho Paranaense, Pinheirense, Douglas Onça, Fernando, Paolilo, Abelha e Zé Rubens. Agachados: Claudinho, Zé Roberto, Sidnei Alástico, Marcão e Jorginho

O livro Ferroviária em Campo – Breviário Grená, há pouco lançado, retratou o fato no capítulo Acontecências. Eis como:


“133 – ABELHA TOMA GOL E CHORA

A Ferroviária começou a Taça de Ouro de 1983 de forma arrasadora. Terminou o primeiro turno da primeira fase sem perder, conquistando três vitórias e um empate. Aí, foi a Curitiba para enfrentar o Colorado. O goleiro Abelha estava sem tomar gol e havia muita empolgação entre os afeanos. Até que aos 37 minutos do primeiro tempo a invulnerabilidade do guardião foi derrubada, após 604 minutos. Aos 41 do segundo período, mais um gol do Colorado selaria a sorte do jogo, no primeiro insucesso grená. Nos vestiários, depois do jogo, Abelha, bastante abatido, chorou. O goleiro foi o único jogador da Ferroviária a atuar em 100% dos jogos do time naquele Brasileirão, e com muita firmeza e competência, sofrendo 22 gols em 20 partidas, no mais importante campeonato do país.”
 
Abelha

Esse é mais um tópico integrante do capítulo “Acontecências”, do livro“Ferroviária em Campo – Breviário Grená”, de Vicente Henrique Baroffaldi. O blog “Ferroviária em Campo” segue mostrando alguns desses interessantes tópicos.


Como adquirir o livro:
  

 

"FERROVIÁRIA EM CAMPO - BREVIÁRIO GRENÁ"

AUTOR: Vicente Henrique Baroffaldi
ISBN - 978-85-7113-555-00
PÁGINAS: 310
EDITORA: PONTES
VALOR: R$ 35,00 (Livro (30,00 ) + frete (5,00))

PEDIDOS (Para quem reside fora de Araraquara):
ferroviariaemcampo@gmail.com
vicente.baroffaldi@gmail.com
www.facebook.com/ferroviariaemcampo1
(Pagamento via depósito bancário)

LOCAIS À VENDA EM ARARAQUARA: (30,00)
BANCA CENTRAL; Av. Duque esquina com São Bento
VAMOS LER: Rua São Bento - entre Duque e Espanha





Texto e edição: Vicente Henrique Baroffaldi e Paulo Luís Micali

Nenhum comentário:

Postar um comentário