segunda-feira, 6 de outubro de 2014

A FERROVIÁRIA JÁ JOGOU COM A CAMISA DO BOTAFOGO


(Essa história é contada no livro “Ferroviária em Campo – Breviário Grená”, no capítulo  “Acontecências”)


O blog “Ferroviária em Campo” apresenta o texto relacionado à manchete desta matéria.


O que aconteceu no primeiro campeonato oficial disputado pela Ferroviária, em 1951, é que foi preciso realizar uma partida extra para definir o time que avançaria nas disputas, após a realização da Primeira Fase, Grupo Central. Tendo havido empate em pontos na segunda colocação, entre Ferroviária e Internacional de Bebedouro, foi necessário efetuar um jogo entre ambas as agremiações para saber quem seguiria nas disputas, uma vez que apenas dois times se classificavam.

O estádio do Botafogo F.C., de Ribeirão Preto, foi designado pela Federação Paulista de Futebol. A AFE teve uma idéia: atrair para si a simpatia dos torcedores do Botafogo. Para tanto, resolveu jogar com a camisa do tricolor ribeirão-pretano.
O Breviário Grená explica no que resultou o expediente afeano.  Assim:


“3 – ATUANDO COM A CAMISA DO BOTAFOGO DE RIBEIRÃO PRETO

No início de sua trajetória, a Ferroviária usou de um expediente pouco comum: tendo de saldar compromisso em Ribeirão Preto (campo neutro), contra a Internacional de Bebedouro, em partida-desempate valendo pela Primeira Fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, a equipe avinhada entrou em campo no estádio do Botafogo envergando a jaqueta tricolor do Pantera da Mogiana, numa tentativa de angariar a simpatia da torcida botafoguense. O expediente acabou não surtindo efeito, visto que o time de Bebedouro levou a melhor (3 a 0) e prosseguiu nas disputas. Isso foi em 9 de dezembro de 1951.”




Será que os torcedores do Botafogo gostaram de ver um outro time utilizando a sua camisa e perdendo feio?  Positivamente, a idéia não foi bem sucedida.

Ficamos pensando por aqui: E se a Inter de Bebedouro resolvesse utilizar a camisa do Comercial? Minha nossa!


O livro de 310 páginas é encontrado na Livraria Vamos Ler, na rua São Bento, e na Banca Central, na avenida Duque de Caxias, esq. Com a São Bento. E também via internet.



 

FERROVIÁRIA EM CAMPO - BREVIÁRIO GRENÁ

AUTOR: Vicente Henrique Baroffaldi
ISBN - 978-85-7113-555-00
PÁGINAS: 310
EDITORA: PONTES
VALOR: R$ 35,00 (Livro (30,00 ) + frete (5,00))

PEDIDOS (Para quem reside fora de Araraquara):
ferroviariaemcampo@gmail.com
vicente.baroffaldi@gmail.com
www.facebook.com/ferroviariaemcampo1
(Pagamento via depósito bancário)

LOCAIS À VENDA EM ARARAQUARA: (30,00)
BANCA CENTRAL; Av. Duque esquina com São Bento
VAMOS LER: Rua São Bento - entre Duque e Espanha



Texto, ilustração e edição: Vicente Henrique Baroffaldi e Paulo Luís Micali

Nenhum comentário:

Postar um comentário