quarta-feira, 14 de maio de 2014

NA POSTAGEM Nº 333, O BLOG “FERROVIÁRIA EM CAMPO APRESENTA: O JOGO Nº 333 DA FERROVIÁRIA NO PAULISTÃO




O blog “Ferroviária em Campo”  chega à postagem número 333 e apresenta, como curiosidade, o jogo de número 333 da Ferroviária no Campeonato Paulista da principal divisão, computando-se as partidas da representação grená a partir do certame de 1956.



Em 1965, na sua quinta apresentação, a Locomotiva chegava a essa marca ao enfrentar o seu coirmão América, de São José do Rio Preto, clube que, como a AFE, também foi fundado por Pereira Lima (foto).


Os times não saíram do zero, mas houve um erro capital da arbitragem que acabou anulando gol legítimo de Tales no finalzinho da partida. O América era orientado pelo gabaritado técnico Rubens Minelli.


FICHA TÉCNICA

Jogo – Ferroviária 0 x 0 América

Data – 8 de agosto de 1965, domingo à tarde

Local – Estádio Fonte Luminosa, em Araraquara (SP)

Finalidade – Campeonato Paulista, Divisão Especial

Árbitro – Albino Zanferrari

Renda – Cr$ 1.764.000,00


Ferroviária – Dorival; Geraldo Scalera, Valdomiro, Rodrigues e Fogueira; Rubens Sales e Capitão; Felício, Paulinho, Tales e Bazani. Técnico: Floreal Garro


América – Neuri; Tubá, Vítor, Tarciso e Ambrósio; Mota e Celino; Ladeira, Cardoso, Cuca e Caravetti. Técnico: Rubens Minelli


COMENTÁRIO

Foi o primeiro ponto conquistado pela Ferroviária, no certame paulista de 1965. Resultado considerado justo, apesar da errônea anulação de um tento de Tales, aos 44 minutos do tempo final, quando um dos auxiliares assinalou impedimento e Albino Zanferrari endossou.

As defesas prevaleceram sobre os ataques, sendo que no segundo tempo o América deu mostras de contentar-se com o empate, atuando com apenas dois jogadores na frente: Cardoso e Caravetti.

Tecnicamente, a pugna deixou a desejar, havendo somente espírito de luta.

Destaques, na Ferroviária: Geraldo, Valdomiro, Rodrigues, Felício e Bazani. No América: Neuri, Vítor, Tarciso e Cardoso.


Fontes:

Acervo Folha
Arquivo pessoal


Pesquisa, elaboração e edição: Vicente Henrique Baroffaldi e Paulo Luís Micali

Nenhum comentário:

Postar um comentário