domingo, 16 de março de 2014

FERROVIÁRIA: ADVERSÁRIO DE QUARTA FOI O QUE MAIS PERDEU NO CAMPEONATO (9 VEZES)


Antônio Picoli
O técnico gaúcho Antônio Picoli está invicto, e com ele a AFE marcou sete gols e não sofreu nenhum nos quatro jogos realizados, obtendo duas vitórias e dois empates.


Vitória em Americana fez o time galgar uma posição no campeonato e reacender as esperanças de subir para a A1. Ferrinha é a nona colocada.


A Locomotiva está a cinco pontos do G-4 e a seis da zona de rebaixamento. Ela terá de superar cinco times para alcançar a elite. E só cai se for ultrapassada por oito equipes.


Após três empates consecutivos na Arena Fonte Luminosa (contra Batatais, Marília e São José), a Ferroviária tem a oportunidade de desencantar em seus domínios e dar sequência à sua recuperação no Campeonato Paulista da Série A2.

O próximo compromisso, quarta-feira, às 20 horas, marca o encontro com o time que mais perdeu: o Grêmio Barueri, abatido nove vezes.

Outra curiosidade que flagra a superioridade dos números grenás: enquanto a Locomotiva marcou 21 gols e sofreu 10, com saldo positivo de 11, o Abelha (alcunha do Barueri) teve esses mesmos números invertidos: marcou 10, sofreu 21 e tem um saldo negativo de 11 tentos.

Embora os dados estatísticos coloquem a Locomotiva com amplas condições de se sobrepor ao antagonista (situado na zona do rebaixamento), convém não esquecer que o time de Araraquara não tem sabido furar o bloqueio dos retranqueiros que visitam a Arena.

Adicione-se a isso o fato de o Grêmio Barueri vir de uma vitória contra o Itapirense, o que pode servir-lhe de estímulo para encetar uma recuperação e fugir da degola.
Enfim, mais um teste para a representação grená e sua apreensiva e desconfiada torcida.


JÔNATAS OBINA IGUALA-SE A ALAN MINEIRO

Obina
Alan Mineiro
Na primeira meia hora do jogo de Americana, Obina foi o protagonista. Aos 7 minutos, perdeu um pênalti, defendido pelo goleiro; e aos 29 inaugurou o marcador, finalizando de cabeça.

Esse gol colocou Jônatas Obina em igualdade de condições com Alan Mineiro, na disputa pela artilharia da AFE, com 6 gols cada.




Eis os autores dos 21 tentos grenás no certame da A2:

1º - Alan Mineiro e Jônatas Obina, 6
3º - Negueba e Milton Júnior, 2
5º - Miguel Curiel, Alcides, Renatinho, Biro (Batatais), contra, e Thiago Gomes (Marília), contra, 1


Campanha


Classific.
PG
J
V
E
D
GP
GC
SG
19
13
5
4
4
21
10
11



Os jogos realizados pela Ferroviária:

(Nº de ordem – Data –Jogo – Artilheiros da Ferroviária)
1 – 25.01.14 – Ferroviária 2 x 0 Capivariano – Alan Mineiro e Jônatas Obina

2 – 29.01.14 – União Barbarense 2 x 0 Ferroviária

3 – 02.02.14 – Monte Azul 2 x 1 Ferroviária – Miguel Curiel

4 – 05.02.14 – Ferroviária 3 x 0 Grêmio Catanduvense – Alan Mineiro (gol olímpico), Jônatas Obina (pênalti) e Negueba

5 – 08.02.14 – Santo André 1 x 5 Ferroviária – Alan Mineiro (2) e Jônatas Obina (3)

6 – 12.02.14 – Velo Clube 1 x 0 Ferroviária

7 – 15.02.14 – Ferroviária 1 x 1 Batatais – Biro (contra)

8 – 19.02.14 – Guarani 2 x 1 Ferroviária – Alcides

9 – 22.02.14 – Ferroviária 1 x 1 Marília – Thiago Gomes (contra)

10 – 26.02.14 – São Bento 0 x 0 Ferroviária

11 – 01.03.14 – Ferroviária 5 x 0 Guaratinguetá – Alan Mineiro (2), Milton Júnior (2) e Negueba

12 – 08.03.14 – Ferroviária 0 x 0 São José

13 – 15.03.14 – Rio Branco 0 x 2 Ferroviária – Jônatas Obina e Renatinho

Pedrão ( Rio Branco) tenta lance contra a Ferroviária, mas leva a pior para a defesa (Foto: Flávio Oliveira / Rio Branco-SP)

FICHA TÉCNICA DO ÚLTIMO COMPROMISSO:

Jogo – Rio Branco 0 x 2 Ferroviária

Data – 15 de março de 2014, sábado, 16 horas
Local – Estádio Décio Vitta, em Americana (SP)
Finalidade – Campeonato Paulista, Série A2
Árbitro – Robério Pereira Pires
Renda – R$ 4.153,00
Público – 1.076 pagantes
Gols – Jônatas Obina, 29’/1º, e Renatinho, 30’/2º
Expulsão – Otacílio Neto (Rio Branco), 8’/2º

Rio Branco – Cristiano; Luiz Felipe, Toninho, Danilo e Jô; Rafael Jataí (Otacílio Neto), Jaílton, Renatinho (Victor Rossini), Rafinha e Rossini; Pedrão (Lukian). Técnico: Édson Vieira

Ferroviária – Alexandre Cajuru; Niander, Rafael Goiano, Sandoval e Guilherme Batata; Renan, Thiago Silva (Renatinho) e Alan Mineiro (Tiaguinho); Wilson Júnior, Jônatas Obina e Schumacher (Matteus). Técnico: Antônio Picoli
Ocorrência – Aos 7’ do 1º tempo, Jônatas Obina cobrou uma penalidade máxima e o goleiro Cristiano defendeu, mandando para escanteio.


Fontes:

- futebolpaulista.com.br (site oficial da Federação Paulista de Futebol);
- riobrancoesporteclube.com.br (site);
- Futebol Interior (site);
- Simnews (André de Souza);
- Arquivo pessoal.

Elaboração e edição: Vicente Henrique Baroffaldi e Paulo Luís Micali

Nenhum comentário:

Postar um comentário