quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

REFORÇOS, COM URGÊNCIA!

Ferroviária S/A

Há um coro uníssono: mídia esportiva, massa torcedora e dirigentes afeanos reconhecem e proclamam: o elenco da Ferroviária carece de mais jogadores. Além de reduzido, ele é limitado tecnicamente, como todos viram no segundo compromisso pelo Paulista da A2, em Santa Bárbara D’Oeste.

Contra um adversário que estreara mal, tomando goleada, a AFE não conseguiu impor o seu jogo, entrou na do adversário, que praticou o antifutebol no segundo tempo, amarrando o jogo e não permitindo o seu curso normal. Mas isso não justifica a inoperância do time. É um tal de isolar a bola, nas finalizações, que demonstra a mera preocupação de se desincumbir.

A atitude de Jônatas Obina, ordinariamente idolatrado pelo gol salvador da edição passada da A2, não pode passar em branco. Não é admissível que um atleta profissional, responsável, cave uma expulsão da forma como aconteceu. Aliás, Obina anda sem breque, intempestivo no jogar. Se foi endeusado no sucesso, tem de ser criticado no excesso. Fica difícil imaginar o que se passa na cabeça de um jogador quando toma certas atitudes em campo.

Seja como for, a atuação da equipe comandada por Vilson Tadei foi decepcionante. E se os dirigentes do Departamento de Futebol já apregoavam, antes mesmo de iniciado o campeonato, que o time ainda precisava de algumas peças, trata-se, agora, de correr atrás do prejuízo. Se a agremiação está pensando em lutar efetivamente por um lugar de destaque, há que tomar decisões objetivas e completar o elenco carente, antes que se chegue ao estágio de ter de reconhecer que a luta será para não cair. Outra vez, e lamentavelmente.

 
Thiago Silva tenta a jogada diante da marcação adversária. Foto Diário de Santa Bárbara D'Oeste - Reproducão SimNews


A FICHA TÉCNICA DO PRIMEIRO PERCALÇO

Jogo – União Barbarense 2 x 0 Ferroviária

Data – 19 de janeiro de 2014, quarta-feira, 20 horas
Local – Estádio Antônio Lins Ribeiro Guimarães, em Santa Bárbara D’Oeste (SP)
Finalidade – Campeonato Paulista da Série A2
Árbitro – Magno de Sousa Lima Neto
Renda – R$ 13.920,00
Público – 1.306 pagantes
Gols – Eli, aos 18’ do 1º tempo, e Niltinho, aos 48’ do 2º
Expulsão – Jônatas Obina, aos 29’ do 2º tempo
União Barbarense – Rodrigão (Fagner); Niltinho, André Leone (Eli), Átila e Cláudio Britto; Franklin, Diogo Lopes, Conrado (Paulinho) e Lennon; Marcelo Quilder e Acosta. Técnico: Claudemir Peixoto (expulso)
Ferroviária – Éverton; Matteus (Negueba), Sandoval, Alcides e Roberto (Guilherme Batata); Milton Júnior, Acleisson, Thiago Silva (Kaká) e Alan Mineiro; Wilson Júnior e Jônatas Obina. Técnico: Vilson Tadei



Público quase igual

O jogo de estreia da Ferroviária, na Arena, registrou um público pagante de 1.324 torcedores.
No segundo compromisso, em Santa Bárbara D’Oeste, os pagantes totalizaram 1.306, uma diferença de meros 18 torcedores.


Fontes:

- Site oficial da Federação Paulista de Futebol (futebolpaulista.com.br)

- Simnews (Carlos André de Souza)

- Futebol Interior


Texto e edição: Vicente Henrique Baroffaldi e Paulo Luís Micali

Nenhum comentário:

Postar um comentário