sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

"O FUTEBOL NA TERRA DO SOL" - NOVO LIVRO DO ESCRITOR ARARAQUARENSE VICENTE HENRIQUE BAROFFALDI

"O FUTEBOL NA TERRA DO SOL" - NOVO LIVRO DO ARARAQUARENSE VICENTE HENRIQUE BAROFFALDI, CONTEMPLA O FUTEBOL AMADOR DE ARARAQUARA NO TRIÊNIO 1979 a 1981. 

"O Futebol na Terra do Sol" -  Capa
O Futebol na Terra do Sol resgata um período importante da história do futebol amador de Araraquara e também da vida do autor, pela sua militância, trazendo grandes recordações às pessoas diretamente envolvidas no esporte da época, como também a parentes e amigos. 
Anotar. Recortar. Arquivar. Esse sempre foi o hobby e o hábito de Vicente Henrique Baroffaldi, que, desde garoto, anotava dados, fichas técnicas, recortava publicações e arquivava tudo que considerava importante e inusitado sobre o futebol em geral. Mal sabia, na sua juventude, que esse vasto arquivo, acumulado ao longo dos tempos, viesse estampar as páginas de vários livros. 
Cronista esportivo e profundo conhecedor das necessidades e dificuldades das equipes amadoras, Vicente ingressou na Liga Araraquarense de Futebol em 1975. Posteriormente, em 1980, tornou-se presidente da entidade, realizando juntamente com seus colaboradores uma gestão digna de elogios. 
Valendo-se de seus arquivos da época de cronista esportivo e presidente da Liga, o autor nos brinda com o seu quinto trabalho concretizado no papel, retornando às suas origens esportivas, o futebol amador, como o fez em “XV – O Alviceleste do Carmo”.
Neste livro, ele relata o que de mais relevante aconteceu no futebol amador de Araraquara no triênio 1979 a 1981, enfatizando o histórico dos campeonatos promovidos pela LAF, fichas de jogos, reportagens, os destaques dentro e fora do campo e fotos, muitas fotos, publicadas (quase todas) nos jornais de então. 
Muitos atletas, técnicos e militantes do esporte se reconhecerão nas fotos, algumas delas desbotadas e manchadas, mas que trazem consigo o cheiro da história e as lembranças dos velhos tempos que não voltam mais.
  
"O Futebol na Terra do Sol" - Quarta Capa

APRESENTAÇÃO

No tempo em que a Ferroviária encantava os meios esportivos com um futebol clássico e bonito de ser visto, o futebol amador de Araraquara acompanhava o ritmo grená, mostrando-se forte e revelador de grandes jogadores, principalmente para as hostes afeanas, mas não apenas para a AFE... também para outros clubes, sendo exemplo maior o de Careca, que do Colorado foi para o Guarani de Campinas.
Mas a Locomotiva levou Dudu, Wilson Carrasco, Pio, Marinho Rã, Abelha, Sídnei Alástico, Caíco, Rui Júlio, entre muitos outros.
E não só atletas. Antônio Parelli Filho foi, antes de se tornar presidente da Ferroviária nos áureos tempos, técnico de clubes amadores.
Tal o entrelaçamento salutar existente, houve ocasiões em que a Ferroviária disputou o Amadorzão da Liga Araraquarense de Futebol. O último grande espetáculo proporcionado por amadores afeanos e clubes da cidade aconteceu em 1975, quando um Estádio Municipal lotado foi palco de Ferroviária 1 x 0 Sporting Benfica, na decisão do título daquele ano.
Uma parcela do tempo de fastígio do futebol amador araraquarense é retratada aqui, mais especificamente o triênio 1979 a 1981.
Envolvidos pelos acontecimentos do futebol, na condição de setorista do esporte amador do Jornal da Manhã, cobrimos, em 1979, os principais eventos do mundo do futebol da cidade.
Em 1980 e 1981, como presidente da LAF, tivemos uma experiência única, passando de “estilingue” a “vidraça”, sentindo nas minúcias a força do esporte.
Assim, este trabalho apresenta duas faces distintas: na primeira, referente a 1979, apresentamos os nossos comentários da época, publicados em jornal.
Já em relação aos anos subsequentes – 1980 e 1981 –, mostramos os números oficiais de todas as competições promovidas pela LAF, seguidas sempre de matérias divulgadas por jornais citadinos e assinadas por especialistas do porte de Geraldo Moreira, José Ricardo de Freitas, Wilson Silveira Luiz, José Roberto Fernandes, João Renato, e outros mais.
O nosso propósito foi homenagear os responsáveis pela propagação dos fatos esportivos da Morada do Sol, em uma época de ouro.
A qualidade das muitas fotos, espalhadas pelo texto, não é das melhores porque foram reproduzidas dos jornais da época, já sem apresentar as condições ideais. Mas preferimos essa má qualidade a omiti-las.
Com certeza, os esportistas remanescentes, enfocados e mostrados nesta rememoração, irão se emocionar ao reviver aqueles belos e saudosos momentos de sua vida, fortalecendo as recordações.


Sobre o Autor:

Vicente H. Baroffaldi
Vicente Henrique Baroffaldi, nascido em 28 de julho de 1947, em Araraquara (SP), teve um engajamento nos meios esportivos de sua cidade natal por mais de duas décadas (1965 a 1986).
Como consequência das atividades no setor, vem nos últimos anos registrando suas experiências em livros, todos editados pela Pontes Editores – Ferroviária em Campo (2010), O Alviceleste do Carmo (2011) e São Paulo Internacional (2012), além de um ensaio fora do esporte com a obra A Deusa Vida/Solidão Cósmica (2012), lançado pela mesma editora.
E-mail: vicente.baroffaldi@gmail.com 



Livros lançados anteriormente por Vicente Henrique Baroffaldi:


"FERROVIÁRIA EM CAMPO" -  2010

"XV-O ALVICELESTE DO CARMO" - 2011


"SÃO PAULO INTERNACIONAL" - 2012


"A DEUSA VIDA / SOLIDÃO CÓSMICA" - 2012



Edição: Paulo Luís Micali

Nenhum comentário:

Postar um comentário