terça-feira, 20 de agosto de 2013

HERMÍNIO: UM ZAGUEIRO VOLUNTARIOSO


Hermínio, anos 80
Em 1982 a Ferroviária teve uma trajetória das melhores. Entre seus defensores, contou com um zagueiro voluntarioso que a ajudou a se tornar campeã do Torneio Seletivo da FPF, e que depois colaborou com a campanha exitosa no Paulistão, quando foi conseguida a vaga para a Taça de Ouro/1983.
No Campeonato Paulista, esse zagueiro apareceu também na lateral direita, mostrando sua versatilidade graças ao “olho-clínico” de Sérgio Clérice.
Estamos falando de Hermínio Aparecido Lins Palombo. De muita disposição para o jogo, Hermínio contribuiu para o sucesso da temporada grená, despertando o interesse do Itumbiara, de Goiás, onde atuaria a partir do ano seguinte.
Foi apenas um ano de Ferrinha, no time principal, mas o bastante para deixar a sua marca. O zagueiro/lateral loiro primava pela aplicação ao jogo, sendo requisitado até mesmo para o meio-campo.
Naquele ano, a Ferrinha contou com os treinadores Brida, Clérice e Diede, além do interino Bazzani, sendo que Hermínio sempre encontrou o seu espaço.

O TIO
Bom, agora este texto ganha um cunho pessoal. Tive um colega de trabalho, no Serviço Especial de Saúde de Araraquara (SESA), vidrado em futebol. Torcia para o Corinthians e para o sobrinho Hermínio.
Falo de João Romera, que, infelizmente, já não está mais entre nós. Eu o chamava de J.R.
Pois o colega e amigo J.R. falava com orgulho do sobrinho futebolista. Não me deixava sem notícias sobre a carreira de Hermínio, a partir de 1983, quando ele se transferiu para o Itumbiara, da cidade goiana de mesmo nome.
J.R. só me passava informações boas, pois assim foi a passagem de Hermínio pelo Itumbiara, como tinha sido pela AFE.
Hermínio, hoje
Morando hoje em Araraquara, Hermínio não perde nenhuma chance de mostrar o seu amor à Ferroviária, que o projetou. Ele, que é o amor da vida de Jane Tito Coimbra Palombo. 

Alguns jogos de Hermínio com a jaqueta grená
AFE 1982 - Em pé: Marinho Paranaense; Abelha; Vica; Hermínio; Zilinho ; Divino; Armandão(massagista); José Carlos  Porsani (diretor social) Agachados:  Marinho Rã; Miltinho;  Douglas Neves;  Sidinei Alástico;  Claudinho. 
 
Jogo – Ferroviária 3 x 0 Taubaté
Data – 3 de abril de 1982, sábado à tarde
Local – Fonte Luminosa, em Araraquara (SP)
Finalidade – Torneio Seletivo da FPF
Árbitro – Antônio Fonseca Ribeiro
Renda – Cr$ 154.900,00
Público – 697 pagantes e 31 menores
Gols – Zilinho (pênalti), 25’, Claudinho, 28’ do 1º tempo; e Marinho Rã, 41’ do 2º
Obs. – Luís Fernando (AFE) defendeu um pênalti cobrado por Humberto Ramos, aos 39’ do 2º tempo
Ferroviária – Luís Fernando; Marinho Paranaense, Hermínio, Marco Antônio e Divino; Sídnei, Douglas Onça e Zilinho (Lavinho); Jorginho, Marinho Rã e Claudinho (Miltinho). Técnico: Brida
Taubaté – Marco; Paulinho, Maurinho (Ari), Manguito e Cleto; Élvio, Fabinho e Toninho Vanuza (Humberto Ramos); Éder, Luís Fernando e Hélio. 

Jogo – Ferroviária 2 x 0 São Bento
Data – 18 de abril de 1982, domingo à tarde
Local – Fonte Luminosa, em Araraquara (SP)
Finalidade: Torneio Seletivo da FPF (Decisão do Grupo B)
Árbitro – Edson Massa
Renda – Cr$ 224.100,00
Público – 973 pagantes
Expulsão – Valtinho (São Bento)
Gols – Marinho Rã, 28’/1º tempo e Sídnei, 35’/2º tempo
Ferroviária – Luís Fernando (Abelha); Marinho Paranaense, Vica, Hermínio e Divino; Sídnei, Douglas Onça e Zilinho; Miltinho, Marinho rã e Claudinho (Nandes). Técnico: Brida
São Bento – Márcio; Marcelo, Eugênio, Jorge e Ismael; Márcio Araújo (Luís Müller), Candinho e Marco Aurélio; Valtinho, Tadeu Macrini e Edson 

Jogo – Ferroviária 1 x 0 América (SP)
Data – 9 de maio de 1982, domingo à tarde
Local – Fonte Luminosa, em Araraquara (SP)
Finalidade – Torneio Seletivo da FPF/Decisão/1º jogo
Árbitro – Rubens Vera Fuzaro
Renda – Cr$ 568.100,00
Público – 2.025 pagantes
Gol – Douglas Neves (falta), 34’/1º tempo
Ferroviária – Abelha; Marinho Paranaense, Vica, Hermínio e Zé Rubens; Sídnei, Zilinho (Lavinho) e Douglas Neves; Jorginho, Marinho Rã e Claudinho (Miltinho). Técnico: Bazzani
América (SP) – Paulo César (Moacir); Jorge, Miro, Da Costa e Daniel; Serrano, Rotta e Toninho; Mazola, Paulinho Cascavel (Zé Roberto) e Paulo Mattos 

Jogo – América (SP) 1 x 0 Ferroviária
Data – 16 de maio de 1982, domingo à tarde
Local – Estádio Mário Alves Mendonça, em São José do Rio Preto (SP)
Finalidade – Torneio Seletivo da FPF/Decisão/2º jogo
Árbitro – Ezequiel Pedroso
Renda – Cr$ 382.400,00
Gol – Rotta, 41’/1º tempo
América – Paulo César; Jorge, Miro, Daniel e Da Costa; Serrano, Rotta e Toninho; Marinho, Paulinho Cascavel (Zé Roberto) e Paulo Mattos
Ferroviária – Abelha; Marco Aurélio, Vica, Hermínio e Zé Rubens; Sídnei, Zilinho (Douglas Onça) e Douglas Neves; Jorginho, Marinho Rã e Claudinho (Miltinho). Técnico: Sérgio Clérice
Obs. – O TJD da FPF confirmou que o jogador Marinho, do América FC de Rio Preto, atuou irregularmente contra a AFE e deu os pontos da partida para a Ferrinha, que assim foi proclamada campeã do torneio. 

Jogo – Ferroviária 0 x 0 Ponte Preta
Data – 1 de agosto de 1982, domingo à tarde
Local – Fonte Luminosa, em Araraquara (SP)
Finalidade – Campeonato Paulista/1º turno
Árbitro – Antônio de Paula e Silva
Renda – Cr$ 836.000,00
Público – 2.924 pagantes e 438 menores
Ferroviária – Luís Fernando; Hermínio, Fernando, Vica e Divino (Marco Aurélio); Júnior, Zé Roberto e Wilson; Zilinho (Marcão), Fantato e Claudinho. Técnico: Sérgio Clérice
Ponte Preta – Carlos; Edson, Juninho, Nenê e Toninho Oliveira; Zé Mário, Ângelo e Osvaldo; Celso (Rudnei), Toninho e Paulo César (Chicão) 

Jogo – Palmeiras 2 x 0 Ferroviária
Data – 25 de agosto de 1982, quarta-feira (noite)
Local – Parque Antarctica, em São Paulo (SP)
Finalidade – Campeonato Paulista/1º turno
Árbitro – Luís Carlos Antunes
Renda – Cr$ 6.006.800,00
Público – 15.841 pagantes
Gols – Benazi, 13’/1º tempo e Baltazar, 42’/2º tempo
Palmeiras – Gilmar; Benazi, Luís Pereira, Deda e Vargas; Rocha, Carlos Alberto (Aragonez) e Célio; Jorginho (Esquerdinha), Baltazar e Baroninho
Ferroviária – Luís Fernando; Hermínio, Fernando, Vica e Divino; Wilson, Zé Roberto (Zé Henrique) e Douglas; Jorginho, Fantato (Marcão) e Claudinho. Técnico: Sérgio Clérice
Obs.: Esse jogo marcou a estreia de Baltazar, o Artilheiro de Deus, na Sociedade Esportiva Palmeiras. 

Jogo – Ferroviária 1 x 1 Juventus
Data – 5 de setembro de 1982, domingo à tarde
Local – Fonte Luminosa, em Araraquara (SP)
Finalidade – Campeonato Paulista/1º turno
Árbitro – José Ubaldo Biagioni
Renda – Cr$ 562.100,00
Público – 2.043 pagantes
Gols – Douglas, 29’/1º, para a AFE; Paulo Martins (pênalti), 49’/2º tempo, para o Juventus
Ferroviária – Luís Fernando; Marinho, Marco Antônio, Hermínio e Divino; Wilson, Douglas e Zé Roberto (Zilinho); Zé Henrique, Fantato (Bozó) e Claudinho. Técnico: Sérgio Clérice
Juventus – César; Nelson, Deodoro, Nenê e Bizi; Paulo Martins, Gatãozinho e Mário (Assis); Sídnei, Ilo e Trajano (Betinho). Técnico: Candinho 

Jogo – Ferroviária 1 x 1 Portuguesa
Data – 30 de setembro de 1982, quinta-feira (noite)
Local – Fonte Luminosa, em Araraquara (SP)
Finalidade – Campeonato Paulista/2º turno
Árbitro – Emídio Marques Mesquita
Renda – Cr$ 699.300,00
Público – 2.197 pagantes e 191 menores
Expulsões – Bozó (AFE) e Alves (Portuguesa)
Gols – Caio, 28’/2º tempo, para a Lusa; e Marcão, 40’/2º tempo, para a AFE
Ferroviária – Luís Fernando; Hermínio, Fernando, Pinheirense e Divino; Wilson, Douglas Onça (Fantato) e Zé Roberto; Claudinho (Zilinho), Marcão e Bozó. Técnico – Diede Lameiro
Portuguesa – Moacir; Alves, Reacir, Estevam e  Odirlei; Humberto, Ralph (Taborda) e João Batista (Marinho Rã); Toquinho, Caio e Djalma Baía. Técnico: Zé Duarte 

Fontes:
- O Caminho da Bola, de Rubens Ribeiro – Gráfica da FPF;
- Tópicos do Passado da AFE, de Antônio Jorge Moreira;
- Revista Placar;
- Arquivo pessoal.
Fotos: Que Fim Levou? Milton Neves (UOL); Facebook
Elaboração/Edição: Vicente Henrique Baroffaldi e Paulo Luís Micali

Nenhum comentário:

Postar um comentário