quarta-feira, 3 de abril de 2013

QUEM TEVE O MELHOR APROVEITAMENTO CONTRA O SANTOS DE PELÉ?

Santos em 1973 - http://www.gazetadopovo.com.br
Entre os clubes brasileiros, os principais vencedores do Rei Pelé foram:

1º - Palmeiras, 16 vitórias;
2º - Portuguesa, 13;
3º - São Paulo, 12;
4º - Corinthians, 9;
5º - Vasco da Gama e Botafogo, 8;
7º - Ferroviária de Araraquara, 7;
8º - Flamengo e Grêmio, 6;
10º - Cruzeiro e Atlético-MG, 5;
12º - Guarani, 4;
13º - Fluminense, 3





Palmeiras 2 x 1 Santos de Pelé - 1960 - Foto do dia 10 de janeiro de 1960, quando o Palmeiras decidiu o Supercampeonato paulista de 1959 com o Santos, de Pelé, do goleiro Laércio e companhia. O Rei fez para o Santos. Mas Julinho Botelho e Romeiro, de falta, marcaram os gols da virada palmeirense e do título da competição. O Palmeiras era dirigido por Oswaldo Brandão. Acima, os 11 titulares alviverdes (mais o roupeiro Romeu) daquele dia. Em pé: Djalma Santos, Valdir Joaquim de Moraes, Valdemar Carabina, Aldemar, Zequinha e Geraldo Scotto. Agachados: roupeiro Romeu, Julinho Botelho, Nardo, Américo Murolo, Chinesinho e Romeiro (Que fim Levou? - Milton Neves)


Essa classificação atenta para o número de vitórias obtidas pelos adversários do Rei. Mas há uma outra classificação, igualmente importante, que leva em consideração o número de vitórias em relação ao número de jogos realizados contra o Santos de Pelé. Nesse caso, a ordem dos clubes muda bastante.
Ferroviária x Santos - Destaque na foto o ex-goleiro Toninho (AFE), em jogo contra o Santos de Pelé (Milton Neves - Variedades e Personalidades)

Então, aqui vai a classificação dos adversários de Pelé, considerando-se o aproveitamento, destacando-se o Cruzeiro Esporte Clube de Belo Horizonte, que se deu melhor nos confrontos, vencendo 5 jogos em 11 disputados, o que representa 45,45%, percentual altíssimo em se tratando de refregas contra o maior jogador de futebol de todos os tempos.
1º - Cruzeiro, 45,45% (5 vitórias em 11 jogos);
2º - Grêmio, 40% (6 vitórias em 15 jogos);
3º - Vasco da Gama, 38,1% (8 vitórias em 21 jogos);
4º - Botafogo-RJ, 34,78% (8 vitórias em 23 jogos);
5º - Flamengo, 31,58% (6 vitórias em 19 jogos);
6º - Atlético-MG, 29,41% (5 vitórias em 17 jogos);
7º - Ferroviária de Araraquara, 29,16% (7 vitórias em 24 jogos);
8º - Palmeiras, 28,07% (16 vitórias em 57 jogos);
9º - Fluminense, 27,27% (3 vitórias em 11 jogos);
10º - Portuguesa, 26% (13 vitórias em 50 jogos);
11º - São Paulo, 24,49% (12 vitórias em 49 jogos);
12º - Internacional-RS, 22,22% (2 vitórias em 9 jogos)
13º - Corinthians, 18,75% (9 vitórias em 48 jogos);
14º - Guarani, 12,12% (4 vitórias em 33 jogos)



Fontes:
Arquivo Pessoal

Edição: Paulo Luís Micali
Texto e elaboração: Vicente Henrique Baroffaldi

Nenhum comentário:

Postar um comentário