domingo, 10 de fevereiro de 2013

A FERROVIÁRIA ERA FOGO!

Atentem para este episódio:


No dia 26 de janeiro de 1980, o Santos recebeu a Seleção da Romênia, na Vila Belmiro, e perdeu de 1 a 0, na despedida do consagrado volante Clodoaldo.
Clodoaldo
Poucos dias depois, mais precisamente em 5 de fevereiro de 1980, essa mesma Seleção da Romênia apresentou-se na Fonte Luminosa, contra a Associação Ferroviária de Esportes, e ficou no empate de 0 x 0.
Conseguiu a equipe de Araraquara um resultado melhor que o alvinegro praiano, a demonstrar a qualidade do seu elenco, no início da temporada de 1980. Logo depois, a Ferrinha participaria da Taça de Prata, realizando uma campanha elogiável.
Como bela recordação dos bons tempos do clube da Estrada de Ferro, aqui vão os dados técnicos dos dois jogos mencionados.
 
Santos 1980

Jogo: Santos 0 x 1 Romênia
Data: 26 de janeiro de 1980, sábado
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Finalidade: Amistoso Internacional
Árbitro: José Luís Guidotti
Renda: Cr$ 1.504.400,00
Público: 20.294 + 6.942 gratuitos (27.236 – total)
Gol: Kamataru, 61’

Santos: Marolla; Nelsinho Batista, Joãozinho, Neto e Paulinho (Washington); Clodoaldo (Cláudio Gaúcho), Carlos Silva e Pita; Nilton Batata (Serginho), Aluísio (Rubens Feijão) e João Paulo. Técnico: Pepe
Romênia: Iordache; Monteanu, Mantescu (Nicolas), Stafenuscu e Negrilla; Sanec, Matesco e Dinu; Balaci, Kamataru e Raducunu
Nota: Despedida de Clodoaldo, que deixou o gramado aos 40’ do 1º tempo.

Fotos da partida, gentilmente cedidas por Wesley Miranda:
 

 Jogo: Ferroviária 0 x 0 Romênia
Data: 5 de fevereiro de 1980, terça-feira
Local: Fonte Luminosa, em Araraquara (SP)
Finalidade: Amistoso Internacional
Árbitro: José Favilli Neto
Renda: Cr$ 203.500,00
Público: 2.603 pagantes e mais 405 menores
AFE: Tião (Aranha); Onilson, Carlos, Sabará (Sérgio Miranda), Samuel e Luiz Florêncio; Nandes e Douglas Onça (João Carlos); Bispo (Paulo Borges), Aurélio (Coquinho) e Galdino
Romênia: Cristian; Tilihoi, Munteanu, Sames, Nicolae e Boloni; Dinu e Multescu (Ticleasc); Duru, Camatatsu (Raducanu) e Bola
 
Ferroviária 1980
Obs.: Dá para perceber algumas diferenças de grafia entre os nomes de jogadores da seleção romena, na confrontação que se faz entre as escalações dos dois jogos. Certamente isso se deu na captação feita em cada local de partida, por parte dos divulgadores.
 
 
 
 Fontes:
Almanaque do Santos FC, de Guilherme Nascimento, editora Magma, 2012, página 208.
 
Site ferroviariadeararaquara.com.br, de Tetê Viviani, em artigo assinado por Wilson Silveira Luiz.
 
Fotos: acervosantosfc.blogspot.com.br; reliquiasdofutebol.blogspot.com.br; Wesley Miranda.
 
Edição: Paulo Luís Micali
Pesquisa e texto: Vicente Henrique Baroffaldi

6 comentários:

  1. Opâ, grande Guilherme Nascimento!

    Contribuo com fotos desse prélio na Vila!
    http://sphotos-d.ak.fbcdn.net/hphotos-ak-ash4/310596_359053074177866_1403090077_n.jpg

    http://sphotos-h.ak.fbcdn.net/hphotos-ak-ash4/398196_359052554177918_548807134_n.jpg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Wesley,
      Obrigado por prestigiar nosso blog e por ter contribuido com as fotos. Vou anexar à matéria.
      GRande Abraço,
      Paulo Micali

      Excluir
  2. Grande Clodoaldo, esteve no lançamento do Almanaque do Santos. Para ser completo só faltou jogar no São Paulo FC.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei por quê, mas concordo inteiramente com vc., Marcos Nascimento. kkk

      Vicente

      Excluir
  3. Veja só Baroffaldi, que tremenda coincidência. Por esses tempos estava visitando o site do Tetê Viviane. Aproveitei para ler os textos os colunistas, dentre eles o Wilson Luis. Me chamou a atenção justamente o confronto envolvendo a seleção Romena e AFE, em Araraquara. Até então, nunca havia escutado comentário acerca do citado duelo. Ouvimos falar da partida diante do Napoli, contra a Coréia do Sul (1971), frente ao Casale (75), medindo forças ainda com o selecionado cubano (1988). Sendo o renomado radialista a fonte da ficha técnica do jogo, não tive dúvida acerca da veracidade da pugna. Estava justamente pensando em ti escrever para perguntar se possuía mais detalhes acerca do embate, até porque ele também não foi citado no livro. Como salientei, pouco se falou sobre; inclusive no museu do futebol não há relatos do jogo. Agora, você trouxe luz para o assunto, explicando o porquê da presença da seleção Romena no país, por um motivo especial, culminando com o deslocamento até Araraquara. Os resultados enobrecem ainda mais a história da AFE em seu retrospectivo pra lá de significativo em confrontos internacionais. Na Morada do Sol, em cinco disputas, jamais fomos sucumbidos. Parabéns pelo texto e resgate de mais uma façanha grená.

    Alessandro Bocchi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Plenamente de acordo com tudo o que vc. escreveu, caro amigo Alessandro Bocchi. Na verdade, eu tb. não me lembrava dessa pugna. Vendo o site do Tetê e a matéria do Wilson, de pronto anotei tudo e incluí no meu arquivo pois tb. confiei inteiramente na fonte, o nosso estimado Wilson Silveira Luiz.
      Acontece que agora eu localizei o jogo do Santos FC contra a mesma Romênia, pouco antes do jogo da AFE com essa Seleção, no Almanaque do Santos FC, e então resolvi juntar as duas fontes e divulgar esta matéria.
      Fiquei muito feliz com o feito da nossa Ferroviária e passo todo o mérito para o Wilson Luiz e para o Tetê (que divulgou).
      Muito obrigado pelas belas palavras e vamos em frente com a história de nossa agremiação.

      Vicente Henrique Baroffaldi

      Excluir