segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

OPERÁRIO ESPORTE CLUBE, DE ARARAQUARA

A equipe do Operário E.C. com a seguinte formação: Em pé: Minguito, Suru, Nardini, Hermínio, Ovídio. Edemilson, Nivaldo, Pereira e Carlão; agachados: Casão, Cacá, Joaquim, Mário Sônego, Zé Roberto e Índio.

Fundado em 05 de setembro de 1978, pelos amigos Zinhão e Carlão Pastre, o Operário Esporte Clube, de Araraquara, teve o primeiro jogo realizado no campo do Seminário Verbo Divino, contra o SESI, vencendo por 5 a 1. O time jogou com a seguinte formação: Goleiro: Carlão Pastre; lateral-direito: Gilberto Carrapicho; central: Marião; quarto-zagueiro: Nardini; lateral-esquerdo: Leiteiro; volante: Zinhão; meia-direita: Chuva; meia-esquerda: Toninho Perego; ponta-direita: Dircinho; centroavante: Zé Grandão; e ponta-esquerda: Zé Roberto. Técnico: Moacir Perego.
O Operário passou a jogar em fazendas da região por vários anos. Em 1996 começou a construção da sede própria, hoje uma realidade, numa área de 22 mil metros quadrados, onde possui um salão para eventos, cozinha industrial, vestiários, um mini-campo, um campo oficial e uma quadra de areia.
Nessa jornada de 32 anos o Operário E.C. conquistou vários títulos, entre eles quatro campeonatos amadores de Araraquara. Nos últimos três anos, foi campeão, vice-campeão e semifinalista.
Moacir Perego, por diversos anos na função de presidente, abraçou a causa do Operário e junto com familiares e amigos deu sequência ao projeto de desenvolvimento do clube. Ele é considerado o esteio e sustentáculo do Operário.
Diretoria: Presidente – Lucas Marsole Perego; Secretário – Otávio de Angelis; Tesoureiro – Moacir Perego; Diretor de Esportes – Luís Antônio Gonçalves da Silva.


Formação do Operário E.C.: Em pé: Pedrão, Humberto, Índio, Moacir, Donisete e Luiz; agachados: Miltinho, Toninho, Bolão, Suru e Assunção


Time do Operário E.C. em disputa do Campeonato Amador de Futebol de Araraquara.


Fonte:

Revista EA - Esporte Araraquara, edição 03, novembro de 2010

Elaboração: Vicente Henrique Baroffaldi

Edição: Paulo Luís Micali


Nenhum comentário:

Postar um comentário