domingo, 2 de dezembro de 2012

O SUFOCO DA AFE NA ÁFRICA (A PRIMEIRA VIAGEM DA FERROVIÁRIA DE ARARAQUARA AO EXTERIOR)

 
A Associação Ferroviária de Esportes de Araraquara empreendeu três excursões ao exterior, todas na década de 1960 (1960, 1963 e 1968) e todas revestidas de pleno sucesso.
Na primeira delas, em 1960, os destinos foram Europa e África. Sob o comando técnico de José Carlos Bauer, viajaram os seguintes jogadores: Rosan, Fia, Porunga, Cardarelli, Antoninho, Valter, Zé Maria, Dirceu, Rodrigues, Bazzani, Miranda, Faustino, Dudu, Baiano, Eusébio, Benny e Palico.
Em 20 apresentações, a Ferroviária colheu 17 vitórias, 2 empates e conheceu uma única derrota, contra o Sporting de Portugal.
Assinalou 84 gols, sofrendo 13 e tendo um elevado saldo de 71 tentos. Seu maior feito foi derrotar o F.C. do Porto, em pleno estádio das Antas, pela contagem de 2 a 0, acabando com uma longa série invicta do poderoso clube luso.
 
Os resultados:

14.04.1960 – Nacional (Portugal) 3 x 4 Ferroviária – Ilha da Madeira
17.04.1960 – Marítimo (Portugal) 0 x 2 Ferroviária – Ilha da Madeira
22.04.1960 – Nacional (Portugal) 0 x 2 Ferroviária – Ilha da Madeira
01.05.1960 – Sporting (Portugal) 1 x 0 Ferroviária – Lisboa
04.05.1960 – Belenenses (Portugal) 1 x 2 Ferroviária – Lisboa
08.05.1960 – Porto (Portugal) 0 x 2 Ferroviária – Porto
10.05.1960 – Sporting (Portugal) 1 x 1 Ferroviária – Lisboa
24.05.1960 – Farense (Portugal) 0 x 5 Ferroviária – Faro
26.05.1960 – Atlético de Madri (Espanha) 1 x 1 Ferroviária – Madri
28.05.1960 – Sporting Luanda 0 x 8 Ferroviária – Luanda
29.05.1960 – Seleção de Huambo 0 x 4 Ferroviária – Nova Lisboa
31.05.1960 –  Seleção de Huila 1 x 5 Ferroviária – Sá Bandeira
02.06.1960 – Seleção de Luanda 0 x 7 Ferroviária – Luanda
05.06.1960 – Seleção de Natal 1 x 8 Ferroviária – Lourenço Marques
10.06.1960 – Seleção de Beira 2 x 4 Ferroviária – Beira
11.06.1960 – Seleção de Moçambique 1 x 3 Ferroviária – Lourenço Marques
12.06.1960 – Ferroviária de Belém 1 x 6 Ferroviária – Beira
16.06.1960 – Seleção de Quelimane 0 x 6 Ferroviária – Quelimane
18.06.1960 – Seleção de Lourenço Marques 0 x 3 Ferroviária – Lourenço Marques
19.06.1960 – Seleção do Transvaal 0 x 12 Ferroviária – Lourenço Marques
 
Houve um imprevisto nessa primeira saída da AFE, do Brasil. Quando a delegação se encontrava na África, o empresário Mário Nobre (numa atitude nada nobre) escafedeu-se, sumiu, sem pagar as cotas dos jogos da Ferrinha na África e sem providenciar as passagens de volta para o Brasil. Um outro empresário, de nome Ranieri, arcou com 50% das despesas para retorno da delegação, ficando a outra metade a cargo da Federação Paulista de Futebol, que intercedeu por intermédio de seu presidente, João Mendonça Falcão.
Em chegando a São Paulo, a Ferroviária foi homenageada em cerimônia promovida pela F.P.F., tendo em vista o brilhantismo com que representou o Brasil em território estrangeiro.
No retorno a Araraquara, a agremiação grená teve calorosa recepção.
 
 
Texto: Vicente Henrique Baroffaldi
Fontes: Arquivo do Prof. Antônio Jorge Moreira; Fonte Luminosa, Ferroviária, de Luís Marcelo Inaco Cirino, Pontes

Nenhum comentário:

Postar um comentário