domingo, 25 de novembro de 2012

O GRANDE TÉIA

Nascido em Regente Feijó-SP, em 29.04.1944, Antônio Zelenkov Silvestre, o TÉIA, teve como primeiro clube a Epitaciana, de Presidente Epitácio. Antes de ingressar na Ferroviária, defendeu a Bancária de Fernandópolis.
Téia na festa do bicampeonato do interior recebe a faixa e posa com médio volante Bebeto (1968) Fotos: Geraldo Cesarino

Um destacado banner no Museu do Futebol e Esportes de Araraquara exibe uma foto do artilheiro, que atuou na Ferroviária de 1965 a 1968.


Ao lado da foto, lê-se:
“TÉIA
Artilheiro do Campeonato Paulista de
1968
Antônio Zelenkov, o Téia, atuou em 100
jogos pela Associação Ferroviária de Esportes, nos anos de 1965 a 1968.
Eficiente nas bolas aéreas, Téia teve papel fundamental nas conquistas da
Primeira Divisão de 1966 e do Bicampeonato do Interior em 1967 e 1968.
Com a camisa grená, Téia marcou 61 gols.
Seu grande feito ocorreu no campeonato paulista de 1968, quando superou o rei
Pelé na artilharia do campeonato paulista com 20 gols marcados. Foi o
artilheiro máximo da competição naquele ano.”
1968: A primeira vez, desde a criação da Federação Paulista de Futebol, que o artilheiro não foi de um clube da capital ou do Santos.
OS 20 GOLS DO ARTILHEIRO DO CAMPEONATO PAULISTA DE 1968, TÉIA
1.AFE 2 x 0 Portuguesa Santista, em 28.01.68, aos 22’ do 1º tempo;
2.Guarani 1 x 1 AFE, em 31.01.68, aos 20’do 2º tempo;
3.São Paulo 1 x 2 AFE, em 04.02.68, aos 27’ do 2º tempo;
4.Palmeiras 2 x 1 AFE, em 14.02.68, aos 44’ do 2º tempo;
5.AFE 1 x 4 Santos, em 03.03.68, aos 2’ do 1º tempo;
6.Comercial 1 x 1 AFE, em 10.03.68, aos 37’ do 1º tempo;
7.AFE 1 x 2 XV de Piracicaba, em 20.03.68, aos 3’ do 1º tempo;
8 e 9. AFE 2 x 0 Juventus, em 03.04.68, aos 20’ e 22’ do 2º tempo;
10. XV de Piracicaba 2 x 3 AFE, em 13.04.68, aos 25’ do 2º tempo;
11. Portuguesa Santista 2 x 1 AFE, em 25.04.68, aos 29’ do 1º tempo;
12. AFE 2 x 0 Guarani, em 05.05.68, aos 13’ do 2º tempo;
13. AFE 3 x 0 Comercial, em 08.05.68, aos 4’ do 1º tempo;
14. AFE 3 x 1 São Paulo, em 19.05.68, aos 30” de jogo;
15. São Bento 2 x 2 AFE, em 22.05.68, aos 19’ do 2º tempo;
16. AFE 2 x 1 Portuguesa de Desportos, em 26.05.68, aos 34’ do 2º;
17 e 18. AFE 3 x 0 Palmeiras, em 29.05.68, aos 18’ e aos 24’ do 1º tempo;
19. Corinthians 1 x 4 AFe, em 01.06.68, aos 2’ do 2º tempo; e
20. AFE 2 x 1 América, em 05.06.68, aos 14’ do 1º tempo

                       Téia recebe cartão de Prata  alusivo à conquista da  artilharia  do  campeonato paulista de 1968 - Foto: Geraldo Cesarino
Para se ter uma idéia da importância dos gols de Téia, eis a campanha da Ferroviária no Campeonato Paulista de 1968:
J
V
E
D
GP
GC
SG
PG
PP
26
11
8
7
42
31
11
30
22

Dos 42 gols assinalados pela Ferroviária, 20 foram de autoria de Téia, o artilheiro maior do campeonato. Quase a metade deles.
Primeiros colocados do Campeonato Paulista de 1968:
1º - Santos (campeão), 45 p.g.;
2º - Corinthians, 32;
3º - Ferroviária, 30
A Ferroviária sagrou-se, em 1968, bicampeã do Interior.

NO SÃO PAULO
Esse desempenho extraordinário de Zelenkov chamou a atenção da diretoria do São Paulo FC, que sem perda de tempo tratou de contratar o centroavante artilheiro.
Em 1969, foram 33 jogos realizados e 15 gols marcados. Caindo de produção, foi ofuscado com a chegada de Toninho Guerreiro.
                               Téia no SPFC (1969)
No tricolor, o atacante atuou 60 vezes, com 32 vitórias, 12 empates e 16 derrotas. Assinalou 19 gols.
FONTES:
Museu do Futebol e Esportes de Araraquara
A Gazeta Esportiva
Almanaque do São Paulo, de Alexandre da Costa, Editora Abril
O Caminho da Bola, de Rubens Ribeiro
Arquivo Pessoal
Texto: Vicente Henrique Baroffaldi
Edição: Paulo Luís Micali

Nenhum comentário:

Postar um comentário